Ampla deverá prestar explicações sobre falta de luz em Niterói e São Gonçalo

Mesmo com os protestos de quinta-feira em São Gonçalo, moradores dos municípios ainda sofrem com queda de energia

Por O Dia

Rio - O Procon Estadual notificou, nesta sexta-feira, o presidente da Ampla para que ele se apresente na sede do órgão para prestar esclarecimentos sobre a falta de luz que ocorre desde domingo em regiões sob sua administração. A autarquia instaurou um processo administrativo contra a empresa devido a falhas na distribuição de energia em Niterói e São Gonçalo.

Moradores de São Gonçalo fazem protesto contra falta de luz

O processo determina o cumprimento de uma medida cautelar, para que a concessionária reestabeleça o serviço em locais onde ainda há ausência do fornecimento de energia. Mesmo com o protesto de quinta-feira, que ocorreu na Rua Doutor Getúlio Vargas, em São Gonçalo, há relatos de moradores do município e de Niterói que ainda sofrem com a falta de distribuição.

Com reclamações de falta de luz desde o último domingo, dia 15, moradores de São Gonçalo sofrem com a interrupção na energia e o descaso da empresa distribuidora. O seguidor de O DIA 24 Horas (@odia24horas) Deivid Amorim (@deividamorim1) mora na Rua Joaquim Ornelas, no bairro Galo Branco, e relata que desde a primeira reclamação, no último domingo, até hoje, nenhum carro da Ampla foi mandado até sua rua.

Mesmo com o protesto de moradores na quinta-feira, situação em São Gonçalo não mudou muitoSeguidora %40thais_maciel


"Estou desde o dia 15 sem energia elétrica e a Ampla não soluciona o problema dos moradores, nenhuma equipe da empresa foi ao local e quando ligamos para reclamar informam que assim que possível irão solucionar o problema", disse o seguidor, que também informou que há outros bairros com o mesmo problema de falta de luz.

Em Niterói, a situação não está muito diferente. Moradora de Piratininga, na Região Oceânica, Julia Sippli relatou que problemas com falta de energia são comuns em sua vizinhança sempre que chove. "Eu moro em Piratininga e minha mae em Camboinhas. Nos dois bairros a luz cai quase sempre que chove", disse Julia. "Nos dias de chuva em Camboinhas, a luz caía e na maioria das vezes só voltava no dia seguinte", completou.

A Ampla informou, em nota, que lamenta a insatisfação dos clientes de São Gonçalo e Niterói e reforça que, em alguns locais, está reconstruído trechos de rede elétrica que foram afetados por fortes chuvas e ventos, que exigem mais tempo de reparo. Apesar dos relatos, a concessionária garante que já regularizou o fornecimento de energia para 95% dos clientes e trabalha ininterruptamente para normalizar o serviço de maneira completa.

Reportagem de Paulo Lima

Últimas de Rio De Janeiro