Horas após enterro de PM da Cidade de Deus, outro agente é baleado no Lins

Polical lotado na UPP Camarista Méier foi levado para o Hospital Marcílio Dias, no Lins, e o estado de saúde é estável

Por O Dia

Horas depois do enterro do cabo Rogério Pereira da Silva, morto quarta-feira na Cidade de Deus, em Jacarepaguá, outro PM de UPP foi baleado. Desta vez, o caso ocorreu na tarde desta quinta-feira, na comunidade Cachoeira Grande, Complexo do Lins.

O PM, lotado na UPP Camarista Méier, foi levado para o Hospital Naval Marcílio Dias, no Lins, e o estado de saúde dele é estável. Além do militar, um segundo homem também teria sido atingido. O policiamento foi reforçado na região.

Durante o enterro de Rogério, a comandante da UPP Cidade de Deus, Alessandra Carvalhaes, reconheceu que a comunidade enfrenta aumento de violência resultante do tráfico de drogas. “Acredito que está havendo uma movimentação de criminosos para a Cidade de Deus. Torcemos para que consigamos diminuir esse problema”, disse a oficial.

Uma megaoperação foi montada ontem na Cidade de Deus para tentar prender os suspeitos de matar o cabo Rogério. Homens dos batalhões de Operações Especiais (Bope), de Choque (BPChoque) e de Ações com Cães (BAC), além da UPP local, prenderam três suspeitos.

Um deles estava com uma pistola Rugger calibre 45. Os outros dois estavam, segundo a polícia, com material entorpecente: 43 vidros de cheirinho da loló, 15 trouxinhas de maconha, 333 sacolés de cocaína, 17 pedras de crack e R$ 880.

Outros dois suspeitos foram detidos nas primeiras horas de quarta-feira, depois que o cabo Rogério foi atingido quando patrulhava a região. Ele entrou em confronto com dois homens que estavam em uma moto e foi baleado na cabeça. Segundo a Polícia Militar, a operação não tem data para terminar e as ocorrências foram registradas na 32ª DP (Taquara).

Últimas de Rio De Janeiro