No Piscinão de Ramos, conforto para banhistas é maior do que na Zona Sul

Praias de Ipanema, Copacabana e Leblon ficaram lotadas

Por O Dia

A orla do Rio ficou lotada o dia inteiro nesta sexta-feira por causa do calor. O clima abafado e a temperatura, que atingiu alta 37,4 graus, atraíram milhares banhistas, que disputaram um lugar nas areias da Zona Sul. Já na Zona Norte, o conforto para quem quis se refrescar era bem maior: havia bastante espaço para pegar um sol e cair na água.

Que o diga Maria José Gomes, de 46 anos. Para ela, não há melhor opção de lazer que o Piscinão de Ramos. Curtindo sua folga de trabalho entre os coqueiros da orla da praia artificial, a moradora do Jardim América, garante que o Piscinão é uma ótima forma de reencontrar amigos sem gastar muito dinheiro.

No Piscinão de Ramos%2C banhistas puderam se esbaldar%2C sem disputar lugar na água%2C como na Zona Sul André Luiz Mello / Agência O Dia

“Hoje fez um calor absurdo, cheguei aqui ao meio-dia com minha irmã e meus sobrinhos. E não pretendo ir embora tão cedo. Ficar em casa no calor não dá”, contou.

Na Zona Sul, muita gente preferiu nem pisar na areia. O casal de portugueses Nádia Cardoso, de 31 anos, e o marido, João Machado, de 30, resolveu aproveitar o dia de sol num quiosque, em Ipanema. Segundo Nádia, praias muito cheias não a atraem, mas ainda assim são maravilhosas.E para curtir o fim do feriado prolongado, ela retornará ao calçadão hoje e amanhã. “Estarei aqui, com certeza”, disse.

De acordo com a Climatempo, não há previsão de chuva até o meio da semana que vem. E a temperatura de hoje chegará aos 37 graus. Segundo a meteorologista Daniele Lima, o fim de semana será quente e com céu limpo. Já o domingo terá a máxima de 36 graus. Segundo a previsão, a chuva só vai chegar na quarta-feira.

Relógios devem ser atrasados neste sábado

À meia-noite deste sábado, chega ao fim o horário de verão brasileiro. Os ponteiros dos relógios deverão ser atrasados em uma hora nas regiões Sul, Sudeste e Centro-Oeste, retornando para 23h.

Segundo o Ministério de Minas e Energia, a economia estimada no período, onde ocorre maior demanda (entre 18h e 21h), pode ter sido de até 1.970 megawatts nas regiões Sudeste e Centro-Oeste, e de cerca de 625 megawatts no Sul do país. 

Últimas de Rio De Janeiro