Padre Omar: As pequenas atitudes

O que traz felicidade são os simples acontecimentos do dia a dia

Por O Dia

Rio - Será que a gente já se ligou que o que traz felicidade, na verdade, são os simples acontecimentos do dia a dia? Muitas vezes, as pequenas coisas ficam registradas dentro de nós como grandes momentos. Já notou? Ter essa percepção mais apurada faz muita diferença, especialmente durante a Quaresma.

Durante esse tempo litúrgico, a Igreja nos aponta caminhos para nos prepararmos para a Páscoa, como o jejum, a esmola e a penitência. E o próprio Deus nos fornece infinitas possibilidades no cotidiano da nossa vida para praticarmos a generosidade e a caridade, que refletem o amor a Ele e ao nosso próximo.

Na homilia da última sexta-feira, na Casa Santa Marta, o Papa Francisco nos convidou a distinguirmos entre “o formal e o real” nessas práticas, porque, na verdade, o que mais importa são as atitudes que nascem no coração. Ele questionou sobre o que vale “jejuar, não comer carne, e depois brigar ou explorar os funcionários” e sobre o porquê de ser injusto com um membro da própria família ou não ter o coração aberto para quem comete erros ou não cumpre os mandamentos:

“Este é o verdadeiro jejum: o jejum que não é somente exterior, uma lei externa, mas deve vir do coração” (Papa Francisco) Ora, muitas vezes buscamos exercícios quaresmais fora de casa e não nos damos conta de que são as pessoas que moram conosco que estão precisando de carinho, atenção e até mesmo de coisas materiais... São pais idosos que querem contar as estórias de sempre, filhos que esperam por brincadeiras e orientações, esposas e maridos que sonham com novas declarações de amor e com atitudes concretas... Todas essas pequenas iniciativas também nos arrancam do comodismo e do egoísmo, nos levam ao esvaziamento de nós mesmos em função de um outro alguém e, assim, nos aproximam de Deus.

Eu quero ter a graça de enxergar as necessidades das pessoas que Deus coloca ao meu lado, pois ao amá-las com as minhas atitudes eu estarei me preparando para a Páscoa do Senhor. E você? Está disposto a esse desafio? “Tamu” junto!

Últimas de Rio De Janeiro