Ex-PM assassinado em Bento Ribeiro já havia sido condenado por homicídio

Thiago Freitas London, de 31 anos, deixou a corporação em abril de 2007

Por O Dia

Rio - O ex-policial militar Thiago Freitas London, de 31 anos, assassinado na noite de segunda-feira, em Bento Ribeiro, já havia sido condenado por homicídio, segundo informações do RJTV. A mulher que estava com Thiago, que deixou a corporação em abril de 2007, também já havia sido condenada pela morte de um PM. O casal estava num Honda Civic quando foram surpreendidos por homens armados em outro veículo que efetuaram vários disparos, fugindo em seguida. Pelo menos 25 tiros de fuzil atingiram os vidros e a lataria do carro.

Thiago Freitas London%2C de 31 anos%2C deixou a Polícia Militar em 2007. De acordo com o RJTV%2C ele já tinha sido condenado por homicídioReprodução Facebook

Thiago London morreu no local e a mulher ainda foi levada para o Hospital Estadual Carlos Chagas, em Marechal Hermes, mas não resistiu aos ferimentos. O crime aconteceu na Estrada Henrique de Melo, próximo ao acesso a Estrada da Fontinha. Um pedestre que passava pelo local foi ferido de raspão na perna e atendido no Carlos Chagas.

Através de uma rede social, a mãe de Thiago lamentou a morte do filho: "Te amo! Fica com Jesus, meu filho", escreveu. Thiago será sepultado na quarta-feira, às 11h, no Cemitério de Ricardo de Albuquerque.

O carro onde estava o casal assassinado em Bento Ribeiro durante ação de criminosos foi atingido por pelo menos 25 tiros de fuzilOsvaldo Praddo / Agência O Dia

Policiais da Divisão de Homicídios (DH) da Capital estão procurando por imagens de câmeras de segurança instaladas na região, com o objetivo de tentar identificar os criminosos. Os agentes também procuram possíveis testemunhas e os familiares de Thiago e da mulher já prestaram depoimento na delegacia especializada.

Últimas de Rio De Janeiro