Por marcello.victor

Rio - Policiais da Unidade de Polícia Pacificadora (UPP) Camarista Méier evitaram que um ônibus fosse incendiado por criminosos durante manifestação na Autoestrada Grajaú-Jacarepaguá, na noite dessa quinta-feira. Os passageiros e o motorista, que estava com a roupa encharcada de gasolina, foram libertados sem ferimentos, segundo nota do Comando de Polícia Pacificadora (CPP). A via chegou a ficar fechada por cerca de uma hora. Dois suspeitos foram detidos pela polícia.

O tumulto ocorreu 24 horas após um grupo incendiar um ônibus na Rua 24 de Maio, no Engenho Novo. Por volta das 19h, moradores iniciaram um protesto na Grajaú-Jacarepaguá. O motivo seria a morte de dois suspeitos em confronto com a PM na quarta-feira. Eles fecharam o trânsito e ameaçavam atacar motoristas, chegando a interceptar o ônibus e tentar incendiá-lo. A PM interveio e houve disparos de arma de fogo.

De acordo com nota do CPP, o coletivo estava com dezenas de passageiros quando bandidos entraram e começaram e despejar combustível no interior do veículo. Os dois suspeitos detidos foram levados para a 25ªDP (Engenho Novo), onde a ocorrência foi registrada.

Você pode gostar