Foragido há 3 anos, traficante Canela de Vidro é preso em Itaboraí

Criminoso ganhou apelido por ter uma grande cicatriz na perna e, atualmente, chefiava o tráfico na Favela da Reta Velha

Por O Dia

Foragido há 3 anos%2C Canela de Vidro chegou a ser um dos chefes do tráfico na Vila Cruzeiro e atualmente comandava a Favela da Reta%2C em Itaboraí Divulgação

Rio - Foragido desde 2012, o chefe do tráfico de drogas da Favela da Reta, no município de Itaboraí, Robson Luiz Monteiro Martins, conhecido como Canela de Vidro, foi preso durante operação de agentes da Subsecretaria de Inteligência da Polícia Militar (SSINTE), na tarde desta segunda-feira. 

Canela de Vidro integrava a facção criminosa Comando Vermelho e foi encontrado na ponte Rio-Niteroi, quando voltava do Complexo da Penha.

O criminoso tem origem no Complexo do Alemão e ganhou o apelido depois de sofrer uma cirurgia na perna e ficar com uma grande cicatriz. Considerado, na época, o segundo homem na hierarquia do tráfico da Vila Cruzeiro, Canela de Vidro era o responsável pela mistura e distribuição das drogas na comunidade, sendo apontado também como responsável pelas execuções promovidas pelo tribunal do tráfico.

Foragido há três anos, enquanto cumpria pena por tráfico de drogas, o criminoso começou a atuar na Favela da Reta Velha, em Itaboraí, onde assumiu como chefe do tráfico local.

No mês de junho de 2013, Canela de Vidro participou da tentativa de resgate do traficante Lindomar de Oliveira Brant, o Dodô da Reta, na rodovia Niteroi-Manilha, enquanto o preso voltava de uma audiência no fórum de Araruama e seguia para o Complexo Penitenciário de Gericinó, em Bangu. Na ação, um agente penitenciário da Seap foi assassinado.

Durante a operação, os agentes contaram ainda com informações da Inteligência do COE (Comando de Operações Especiais) e com o apoio da PRF.

Últimas de Rio De Janeiro