Trio promove arrastão na Avenida Ayrton Senna, na Barra

Motoristas voltaram na contramão, PM se jogou em valão para não ser reconhecido e comerciante foi golpeado com arma

Por O Dia

Rio - Três homens armados promoveram um arrastão nos dois sentidos da Avenida Ayrton Senna, uma das principais da Barra da Tijuca, na altura da ponte estaiada e próximo à estação Via Parque do BRT Transcarioca, na Zona Oeste do Rio, na noite desta terça-feira. Pelo menos sete motoristas foram vítimas da ação violenta dos bandidos e tiveram os pertences roubados. Muitos conseguiram fugir de ré ou pela contramão. Um comerciante foi agredido com o cano da pistola no rosto. Um policial à paisana ficou ferido ao se jogar em um valão para não ser identificado.

A ação do trio aconteceu por volta das 22h30 no anel viário da Ayrton Senna. Segundo uma representante comercial, de 41 anos, ela voltava para casa, no sentido Barra da Tijuca, quando os bandidos bloquearam a via com um carro HB20 preto. Um deles usava touca ninja. De acordo com a vítima, os criminosos a obrigaram a abrir as portas do veículo, sair do carro, apagar os faróis e entregar o telefone celular. O mesmo procedimento era feito com outras vítimas. Ela teve a bolsa com os pertences levados e o porta-luvas revistado. A mulher ficou ferida na boca quando um dos criminosos roubou seu cordão.

Uma das vítimas foi covardemente agredida após ser roubada pelos criminososOsvaldo Praddo / Agência O Dia

"No fim da ação, um deles disse para o comparsa: "você não 'limpou' ela direito. Tá com anéis e cordão". Um deles tirou meus anéis e quando foi puxar, o cordão ficou preso na minha orelha e a mão dele bateu na minha boca. Como uso aparelho acabou me ferindo", descreveu a representante comercial. Segundo ela, o trecho onde ocorreu a ação está permanentemente sem iluminação à noite.

Depois da ação no sentido Barra, os bandidos atravessaram a via e agiram no sentido Linha Amarela da Ayrton Senna. De acordo com um comerciante de 51 anos, a picape em que ele estava com a mulher foi parada juntamente com um outro carro. Os três homens armados fizeram várias ameaças de morte durante o roubo e levaram dois celulares, pertences do motorista e a bolsa da mulher. Antes de fugir, um deles golpeou o rosto do comerciante. Por pouco, o cano do revólver não atingiu o olho da vítima.

"Não fiz nada. Ele olhou no fundo do meu olho e me golpeou com o cano da arma. A intenção dele era furar meu olho. Papai do céu foi grande e pegou pouco abaixo. Vou para casa agora com medo de ser assaltado de novo", disse o comerciante ao lado da esposa, durante a madrugada, após prestar depoimento na 16ª DP (Barra da Tijuca), onde o caso foi registrado. Ele disse ainda que, ante a ação violenta que sofreu, irá comemorar com ênfase o aniversário de 52 anos na sexta-feira.

Táxi atingiu moto ao tentar fugir de arrastão na Avenida Ayrton Senna%2C na BarraOsvaldo Praddo / Agência O Dia

Durante o arrastão, vários motoristas voltaram na contramão ou de ré nos dois sentidos. Um PM que estava à paisana, mas a com a farda dentro do veículo pulou em um valão para não ser identificado. Na confusão, um motociclista foi atingido por um táxi. O policial com ferimentos leves e a vítima da moto foram socorridos no Hospital Municipal Lourenço Jorge, na Barra da Tijuca, onde permaneciam durante a madrugada.

De acordo com testemunhas, mesmo com a chegada de policiais do 31º BPM (Recreio dos Bandeirantes) os bandidos conseguiram fugir pela Avenida Ayrton Senna em direção a Cidade de Deus. Policiais do 18º BPM (Jacarepaguá), responsável pelo policiamento na região, fizeram um cerco e reforçaram o policiamento na área com o auxílio de PMs do Batalhão de Policiamento em Vias Especiais (BPVE) e da UPP da Cidade de Deus. Nenhum dos bandidos foi encontrado até o fim da madrugada desta quarta-feira.

Últimas de Rio De Janeiro