Estado do Rio já registra 17 casos de malária

Último levantamento apontava 14 infecções em municípios da Região Serrana. Nove casos ainda têm origens desconhecidas

Por adriano.araujo , adriano.araujo

Rio - Subiu de 14 para 17 o número de casos de pessoas infectadas por malária no estado. De acordo com a Superintendência de Vigilância Epidemiológica e Ambiental da Secretaria de Estado de Saúde , os casos com origens confirmadas aconteceram em municípios da Região Serrana. A origem de nove casos está sendo investigada.

LEIA MAIS: Rio entra em alerta para casos de malária na Serra

De acordo com a secretaria, os prováveis locais de infecção são os municípios de Miguel Pereira, com três casos, Nova Friburgo e Petrópolis, com dois casos cada e Teresópolis com um infectado, regiões que estão em alerta. A Superintendência de Vigilância Epidemiológica e Ambiental informou que mantém equipes de campo nos locais de provável contaminação para levantamento dos vetores da doença, além de acompanhar e avaliar os casos já notificados.

Todo ano há registro de casos de malária, mas somente neste início de ano o número já superou o de 2014, que teve oito pessoas infectadas. Os pacientes contraíram a doença em locais cobertos por densa área de Mata Atlântica, onde o mosquito vetor habita devido ao forte calor.

A orientação é para que pessoas que apresentem quadro febril busquem atendimento médico, informando o histórico de viagem, para facilitar o diagnóstico e o início de tratamento adequado. Não há mortes confirmadas e os casos registrados apresentam a versão branda da doença.

Uma assinatura que vale muito

Contribua para mantermos um jornalismo profissional, combatendo às fake news e trazendo informações importantes para você formar a sua opinião. Somente com a sua ajuda poderemos continuar produzindo a maior e melhor cobertura sobre tudo o que acontece no nosso Rio de Janeiro.

Assine O Dia