Maracanã: Procon acha ovo de codorna vencido desde janeiro em lanchonete

Procon Estadual descarta 45kg de produtos vencidos em lanchonete. Diretores de estádio vão conversar com órgão

Por O Dia

Rio - Salsicha com o prazo de validade vencido desde o final de fevereiro e ovo de codorna também vencido, porém desde janeiro. Eram produtos impróprios para o consumo que a lanchonete Food's Team, localizada no interior do Maracanã, servia aos seus clientes. Neste domingo, agentes do Procon Estadual fiscalizaram o estádio do Maracanã, durante o clássico Fluminense x Botafogo, e autuaram o estabelecimento. A operação "De Olho no Lance" inutilizou 45kg e 100g de produtos fora do prazo de validade que estavam no estoque do estabelecimento.

Prazo de validade da salsicha venceu no mês passadoDivulgação

De acordo com o Procon, o objetivo da ação era verificar se ocorreriam as mesmas irregularidades denunciadas no último domingo, durante o jogo Flamengo x Botafogo. Em relação ao estádio, nenhuma irregularidade foi encontrada neste domingo, porém na semana passada longas filas nas bilheterias dificultaram a venda e a retirada de ingressos comprados pela Internet.

Outras filas na entrada do estádio também causaram dificuldades para torcedores que já estavam com o ingresso nas mãos. Parte deles, mesmo com o ingresso, não conseguiram entrar para assistir ao jogo do início. Vários torcedores foram embora, desistindo de assistir à partida.

Ovo de codorna estava vencido desde janeiroDivulgação

Processo administrativo

Devido a estas irregularidades, o Procon Estadual instaurou um processo administrativo contra a concessionária responsável pela administração do estádio. Diretores do estádio virão se encontrar com representantes do Procon Estadual na sede da autarquia nesta terça-feira para conversar sobre estas irregularidades.

Entre os produtos vencidos encontrados na Food’s Team, havia salsicha, ovo de codorna, copa (carne suína) e chocolate. Os fiscais também encontram 100g de queijo prato sem a determinação de sua data de vencimento. Todos estes produtos foram inutilizados e descartados.

Produtos foram inutilizados e descartadosDivulgação

De acordo com a concessionária que administra o Maracanã, "medidas corretivas junto ao fornecedor de alimentos do estádio já foram colocadas em prática para que irregularidades como essa não voltem a ocorrer".


Últimas de Rio De Janeiro