Por felipe.martins

Rio - Ferido a tiros de fuzil no braço e na perna, nesta quarta-feira de madrugada, no Complexo do Lins, o soldado da PM Felipe Mariano, de 24 anos, está internado em estado gravíssimo. Ele e mais quatro colegas de farda, todos da UPP Camarista Méier, ficaram feridos em confronto com traficantes no Morro do Gambá. Já o soldado Anderson Fernandes da Cruz, de 34 anos, baleado na testa sábado, no Complexo do Alemão, teve morte cerebral confirmada ontem, no Hospital Getúlio Vargas, na Penha.

Felipe é atendido no Hospital Marcílio Dias, também no Lins. Outros dois PMs baleados no Gambá estão Hospital da PM, no Estácio, e passam bem. Outros dois foram feridos por estilhaços. De acordo com a assessoria da UPP, o policiamento foi reforçado no Lins. Nenhum suspeito foi preso. “Felipe perdeu muito sangue. O tiro na perna acertou a veia femoral. Fez muito estrago. Estamos abalados”, lamentou uma parente do PM, que pediu anonimato.

Você pode gostar