Governo do Estado entrega primeira das sete barcas compradas na China

Objetivo com novas embarcações, segundo o secretário estadual de Transportes, Carlos Roberto Osório, é tirar os carros da Ponte Rio-Niterói e levar as pessoas para as barcas

Por O Dia

Rio - Primeiro dos sete novos catamarãs que vão operar na travessia Rio-Niterói, a embarcação Pão de Açúcar foi foi entregue pelo governo do Estado nesta quarta-feira. O governador Luiz Fernando Pezão, o secretário estadual de Transportes, Carlos Roberto Osório, e o presidente da CCR Barcas, Marcio Roberto de Morais Silva participaram da viagem inaugural da barca, que saiu da Praça Arariboia, em Niterói, com destino à Praça XV, no Centro do Rio. Cerca de 20 manifestantes protestaram pacificamente no local contra a corrupção.

GALERIA: Governo enfrenta protesto em inauguração de barca

A embarcação, comprada na China através de um investimento de aproximadamente R$ 32 milhões, tem ar-condicionado, dois mil lugares e, segundo o secretário estadual de Transportes, é "toda equipada para atender a população".

"Ela é mais veloz do que as que já estão em operação, pois é mais moderna. A embarcação Pão de Açúcar possui duas proas e não precisa fazer manobras na Baía de Guanabara, como as antigas. Sendo assim, ela consegue fazer a travessia em 15 minutos e, em caso de necessidade, em até 10 minutos. O encurtamento do tempo necessariamente representará mais viagens", garantiu o secretário Osório, que disse que o objetivo é que ela faça 12 viagens por dia, no horário do hush, sendo seis pela manhã e outras seis à tarde.

Governador Pezão entregou nesta quarta a primeira das sete barcas compradas da China. Antes de viagem inaugural%2C populares protestaram em Niterói contra a corrupçãoBruno de Lima / Agência O Dia

Osório ainda adiantou que a segunda embarcação comprada pelo governo do Estado já está em fase de testes. "Hoje lá na China, a segunda barca, Corcovado, fez o teste na água. A expectartiva é que ela chegue ao Rio em abril e já comece sua operação em junho mesmo. Até o primeiro trimestre de 2016, a previsão é que seis barcas como esta já estejam em operação. Em junho, todas as seis barcas restantes já estarão trafegando na baía", disse Osório.

Travessias do Cocotá, na Ilha do Governador, e de Charitas, em Niterói, para a Praça XV, no Centro do Rio, também serão contempladas com novas embarcações. "Outras duas barcas, com capacidade para 500 pessoas, estão sendo construídas em um estaleiro no Ceará e irão atender estas estações", avisou o secretário. Segundo ele, o "objetivo com essas barcas novas é tirar carros da Ponte Rio-Niterói e fazer com que as pessoas utilizem as barcas".

Últimas de Rio De Janeiro