Morre jovem que caiu de ônibus na Zona Oeste

Jessica Ferri não resistiu a parada cardiorrespiratória na manhã desta sexta-feira; Advogado diz que motorista foi demitido

Por O Dia

Jessica Ferri morreu, na manhã desta sexta-feira, após uma ter uma parada cardiorrespiratória Reprodução Facebook

Rio - A auxiliar-administrativa Jessica Ferri, 24 anos, morreu nesta sexta-feira pela manhã, após ter uma parada cardiorrespiratória, segundo informações da assessoria da Secretaria Municipal de Saúde.

A jovem, que estava internada em estado gravíssimo desde o último domingo, no Hospital Municipal Lourenço Jorge, na Barra da Tijuca, tinha caído de um ônibus em movimento na Rua Cândido Benício, na Praça Seca, Zona Oeste do Rio. Na queda, Jessica teve traumatismo craniano, duas costelas quebradas, além de rim e pulmão perfurados.

Renan Reis, primo de Jessica, disse que os familiares devem se pronunciar em momento oportuno sobre a morte da jovem. Ainda não há data definida para o enterro da auxiliar-administrativa. 

Testemunhas do acidente disseram que o ônibus em que a jovem estava circulava com as portas abertas e em alta velocidade. 

Motorista é demitido

De acordo com o advogado Natalino Ferreira, que representa a Viação Vera Cruz, o motorista do coletivo da linha 562 (Duque de Caxias X Pau Ferro), veículo no qual Jessica estava no momento do acidente, foi demitido da empresa. Segundo ele, o condutor do coletivo trabalhava há pelo menos 20 anos na viação e não tinha registros anteriores de envolvimento com acidentes. Quanto à possível indenização pela morte de Jessica, o advogado disse já ter informado a diretoria da Viação Vera Cruz sobre ressarcimento pelo acidente.

"Se tratanto de passeiro, não há o que discutir. O passageiro tem que ser transportado incólume do início ao fim da viagem", informou o advogado. 

Ainda segundo o magistrado, o motorista deve ser indiciado por homicídio culposo - quando não há intenção de matar. A família de Jessica ainda não entrou em contato com o escritório que representa a defesa da Viação Vera Cruz, informou o advogado. 

O Departamento de Transportes Rodoviários do Rio (Detro), vinculado à Secretaria de Estado de Transportes, informou que lamenta o acidente lamenta e morte de Jessica Ferri e disse já ter determinado que a empresa preste plena assistência à família.

O Detro garantiu, ainda, que as imagens do interior do veículo foram disponibilizadas para ajudar nas investigações e informou que ônibus mais novos possuem dispositivo que impede o ônibus de dar a partida com a porta aberta. Segundo o departamento, o veículo envolvido no acidente, da empresa Neobus, contava com o dispositivo e a investigação policial irá apontar as causas da inoperância do aparelho.

A Polícia Civil informou que as investigações da 28ª DP (Campinho) seguem em andamento. O motorista foi ouvido e parentes da vítima estão sendo esperados para prestar depoimento. As imagens do circuito interno do ônibus foram solicitadas e ainda estão sendo aguardadas.



Últimas de Rio De Janeiro