Lapa Presente prende acusado de furtar bolsa de jornalista

Carteira foi encontrada na casa de Carlos Alves da Silva, 42. Segurança e garçom de bar se acusam mutuamente de terem receptado o celular da vítima

Por O Dia

Rio - Agentes da Operação Lapa Presente prenderam em flagrante um homem acusado de furtar a bolsa de um jornalista em um bar na Rua dos Inválidos, no início da madrugada desta quarta-feira. Na casa de Carlos Alves da Silva, de 42 anos, na Rua Joaquim Silva, foi encontrada a carteira com documentos da vítima. Segundo a polícia, ele tem quatro passagens por roubo, sendo uma por assalto a banco. Um garçom e um segurança de um bar foram detidos suspeitos de receptar o celular da profissional.

A vítima participava de uma confraternização quando deu por falta da bolsa, por volta de 1h30. O grupo em que ela estava suspeitou de um homem que tinha tentado se enturmar e rondava o local. Com a ajuda de agentes da Lapa Presente eles localizaram Carlos em um bar na Rua Joaquim Silva. De acordo com eles, a própria mãe do acusado permitiu a entrada dos policiais na casa da família. No armário do acusado foi encontrada a carteira com documentos e cartões de crédito da jornalista. Ela reconheceu o objeto e o acusado. A bolsa não foi encontrada, nem o telefone celular.

Homem preso após furtar bolsa de jornalista na LapaOsvaldo Praddo / Agência O Dia

No caminho para a 5ª DP (Mém de Sá), onde o caso foi registrado, Carlos revelou aos agentes que havia vendido o telefone para um garçom de um outro bar na Avenida Mém de Sá. O jovem de 20 anos disse que aparelho não estava mais com ele. Um segurança da casa, porém, entregou aos agentes o celular informando que o garçom o havia entregue para guardar.

Na DP, o garçom e o segurança se acusaram mutuamente de terem receptado o telefone celular da vítima. Carlos ficou preso e foi novamente autuado por roubo.

Últimas de Rio De Janeiro