Por felipe.martins

Rio - Apontados como responsáveis por ataques a PMs e bases da UPP do Parque Proletário e Vila Cruzeiro, no Complexo da Penha, e por vender drogas na região, 17 criminosos foram presos nesta quarta-feira, na operação das polícias Militar e Civil do Rio, que cumpriu 12 mandados de prisão. Cinco suspeitos foram presos em flagrante.

Nove são acusados de participar de ataques, como ao soldado Davis Fernandes, da UPP Vila Cruzeiro, em fevereiro. A maioria dos presos é da confiança de Paulo Ricardo da Silva, o Polho, que assumiu o tráfico no Complexo da Penha.

Você pode gostar