Por cadu.bruno
Publicado 21/03/2015 13:28 | Atualizado 21/03/2015 14:00

Rio - Um forte tiroteio no início da manhã deste sábado assustou os moradores do Complexo do Alemão, na Zona Norte. A comunidade tem vivido dias de tensão com uma moradora morta por bala perdida, na última quinta à noite, e dois PMs feridos em emboscada nesta sexta.  Segundo moradores, que enviaram mensagens para o WhatsApp do Dia (98762-8248), a troca de tiros começou por volta das 5h. Pessoas que já estavam indo para o trabalho, tiveram que voltar pra casa.

Segundo a polícia, policiais da Unidade de Polícia Pacificadora (UPP) Nova Brasília e criminosos entraram em confronto no interior da comunidade. O policiamento estava reforçado na região e não havia informações sobre feridos. Apesar do tiroteio, o teleférico do Alemão não teve a circulação interrompida.

Mulher morta por bala perdida queria deixar o Alemão por conta da violência

Vanessa%2C 38 anos%3A tiro nas costasDivulgação

Uma das mais recentes vítimas de bala perdida no Rio, Vanessa Aparecida de Abcassis, de 38 anos, pensava em deixar o Complexo do Alemão por conta da escalada de violência na região que conta com a presença de uma Unidade de Polícia Pacificadora (UPP).

Segundo o marido da vítima, Nilson Borges dos Santos, de 40 anos, os dois estudavam esta possibilidade. "Nós vinhamos pensando em se mudar daqui justamente por causa da violência, ai agora acontece isso?", desabafou.

O operador de identificação disse que sua mulher tinha o hábito de sentar sempre com os seus amigos na porta de casa, assim como aconteceu no dia da tragédia.

"Ela estava sentada na porra de casa, como faz todos os dias. Uma coisa posso dizer: não foi bala perdida. Atiraram em direção a minha mulher, pois acredito que possam ter confundido o grupo de amigos dela com um grupo de usuários de drogas que ficam próximo da minha casa. Não posso afirmar que foi a polícia, mas pouco importa, minha mulher está morta."

Vanessa deixa o marido e dois filhos, um de 19 anos e outro de 16, que tem paralisia cerebral.

"Perdi meu grande amor, era minha parceira, minha amiga, dava tudo por ela. Ela deixou meus dois filhos, o que será deles agora?" lamentou.

Dois policiais militares são baleados no Complexo do Alemão

Dois soldados lotados na Unidade de Polícia Pacificadora (UPP) da Fazendinha foram baleados na noite desta quinta-feira na Rua Canitar, no Complexo do Alemão. De acordo com a PM, os dois foram vítimas de uma emboscada quando foram atender a uma suposta ocorrência e acabaram atacados a tiros por traficantes na localidade conhecida como Matinha.

Houve intenso tiroteio e os soldados ficaram encurralados pelos marginais. Um veículo blindado do Batalhão de Operações Policiais Especiais (Bope) foi acionado para resgatar os militares. O chamado Caveirão, porém, apresentou problemas e chegou a ficar enguiçado no local, mas os PMs foram salvos.

Ainda segundo a polícia, o soldado Costa foi baleado na perna e ainda está em estado grave no Hospital Estadual Getúlio Vargas, na Penha. Já o soldado Fontes foi atingido de raspão no joelho. Ele também foi levado para o HGV, medicado e liberado. A viatura em que eles estavam foi metralhada pelos traficantes que ainda agem na comunidade. Os criminosos fugiram. O caso foi registrado na 22ª DP (Penha).

Você pode gostar