Informe do DIA: Edifício Serrador é negociado para ser o novo prédio da Alerj

Jorge Picciani tem se reunido com o prefeito Eduardo Paes e com José Oreiro, do grupo proprietário do imóvel

Por O Dia

Rio - O tradicional Edifício Serrador, no Centro, é negociado para ser o novo prédio da Assembleia Legislativa. Presidente da Casa, Jorge Picciani tem se reunido com o prefeito Eduardo Paes e com José Oreiro, do grupo Windsor, proprietário do imóvel cujos últimos inquilinos foram empresas de Eike Batista.

Inicialmente, a prefeitura compraria o edifício e faria permuta com a Alerj, que, em troca, cederia o atual prédio anexo, na Praça 15 — este será demolido como parte do projeto de revitalização da área. A Alerj também pagaria a diferença.

Como as negociações emperraram, Picciani pedirá a desapropriação do imóvel pelo governo do estado. “É questão de utilidade pública. Os deputados precisam de um lugar para seus gabinetes. Vou conversar com Pezão.”

História

Construído em 1944 como um luxuoso hotel, o Edifício Serrador, de 23 andares, está fechado desde fevereiro do ano passado.

Mal na fita

A Prefeitura do Rio não vai bem no Reclame Aqui, site que reúne queixas sobre serviços públicos e de empresas. Há 2.070 reclamações contra o município; nenhuma delas chegou a ser atendida. Os setores de transporte e trânsito lideram a lista dos mais criticados, com 384 e 248 queixas, respectivamente.

Veto derrubado

A Câmara Municipal aprovou projeto de lei que termina com o estágio probatório, espécie de período de experiência, de servidores que prestarem novo concurso para a mesma função que já exercem. O projeto chegou a ser vetado por Eduardo Paes.

Grana dos congressos

Organizadora de congressos, a Rio Convention & Visitors Bureau calcula que eventos ligados à medicina injetarão 92,6 milhões de dólares no Rio entre 2016 e 2018.

Fernando Molica está de férias

Últimas de Rio De Janeiro