Polícia prende mais dois homens envolvidos em ataques à UPPs

Criminosos atuavam na parte operacional, especificamente no braço armado da quadrilha que atacava unidades na Penha

Por O Dia

Rio - Mais duas pessoas acusadas de cometer ataques a bases de Unidades de Polícia Pacificadora no conjunto de favelas da Penha foram presas nesta quinta-feira. Policiais da 22ª DP (Penha) prenderam, com o apoio da 6ª e 7ª UPPs, Michel da Silva Jerônimo e Fabrício Francisco de Souza.

De acordo com a Polícia Civil, a ação deu continuidade a uma operação realizada no dia 18. Na ocasião, 17 pessoas foram presas, sendo 12 em cumprimento a mandados de prisão e cinco em flagrante.

Veja mais:

Polícia prende 17 acusados de ataques a PMs de UPPs

GALERIA: Criminosos, armas e drogas são apreendidos em operação

Segundo os agentes, os dois homens presos nesta terça-feira atuavam na parte operacional, especificamente no braço armado da quadrilha. Com a captura de Michel e Fabrício, 19 mandados foram cumpridos até o momento. Ainda de acordo com a Polícia Civil, as investigações continuam para capturar os criminosos que estão foragidos.

Criminosos acusados de atacar Unidades de Polícia Pacificadora no Parque Proletário e na Vila Cruzeiro foram presos na última quarta-feira em operação no Complexo da PenhaCarlos Moraes / Agência O Dia


Últimas de Rio De Janeiro