Pezão e craques da bola recebem campeões da Taça das Favelas

Ídolos do futebol como Zico, Joel Santana, Carlos Alberto Torres e Gonçalves também estiveram na cerimônia

Por O Dia

Rio - Um time de craques entrou em campo na manhã desta quarta-feira no Palácio da Guanabara. No ataque, meninos e meninas que participaram da Taça das Favelas, um campeonato de futebol de campo que reuniu 80 seleções compostas por moradores de favelas do Rio de Janeiro. Ao todo, foram 2400 jovens divididos em 64 equipes masculinas e 16 femininas, que participaram da competição cujo objetivo é promover a integração das comunidades através do esporte.

GALERIA: Evento também teve participação do Alecsandro

Na grande área também estavam ídolos do futebol brasileiro como Zico, Joel Santana, Carlos Alberto Teixeira e Gonçalves que, junto com o governador Luiz Fernando Pezão, o secretário de esportes Marco Antônio Cabral e o secretário chefe da Casa Civil Pedro Paulo Teixeira completaram o time que entregou as medalhas e troféus aos vencedores.

Vencedores da Taça das Favelas vão a cerimônia no Palácio GuanabaraDaniel Castelo Branco / Agência O Dia

Na disputa entre os times de futebol feminino, quem ergueu a taça de campeã foram as meninas do Baratas de Realengo e entre os meninos, a taça ficou com o time Complexo de Padre Miguel. Para Nega Gizza, que é uma das fundadoras da CUFA (Central Única das Favelas), ONG que organiza o campeonato, a Taça das Favelas tem um significado muito grande para a vida dos jovens. “Tenho um orgulho muito grande de ver esses meninos e meninas que que querem se movimentar. Na vida deles e na minha isso é muito importante”.

O deputado federal e secretário de esportes do Rio de Janeiro Marco Antônio Cabral, filho do ex-governador Sérgio Cabral, afirmou que projetos como a Taça das Favelas serão prioridade na sua gestão. “Vamos priorizar os jovens dessas comunidades porque são eles que mais precisam. Projetos como esses são divisores de água na vida desses meninos e meninas”.

Ao encerrar a premiação, o governador foi enfático ao dizer que o futebol tem importância primordial na vida dos jovens. "Todos os esportes são muito importantes, mas é fato que o futebol sempre foi o carro-chefe desse país. Vamos lutar muito nesses próximos anos para aliar cada vez mais esporte com educação e garantir uma vida melhor para nossos jovens".

Últimas de Rio De Janeiro