Pezão volta a defender redução da maioridade penal

'Minha posição é que se for crime hediondo, reduz maioridade', disse o governador em evento no Palácio Guanabara

Por O Dia

Rio - Em evento no Palácio Guanabara na manhã desta quarta-feira, o governador Luiz Fernando Pezão voltou a defender a redução da maioridade penal, pautada no Congresso Nacional. Pezão afirmou que esta é uma questão a ser discutida no Congresso Nacional.

"São eles lá em Brasília quem devem resolver. Mas eu sempre disse que quando o crime é hediondo merece a redução da maioridade penal. Ou seja, a minha posição é que se for crime hediondo, reduz a maioridade", disse.

Jogadores de Padre Miguel%2C Vila Aliança%2C Realengo e Alemão foram recebidos pelo governador e pelo craque Zico. Joel Santana e Alecsandro%2C do Fla%2C também marcaram presençaFoto%3A Daniel Castelo Branco / Agência O Dia


LEIA MAIS: Governador quer mudanças na maioridade e no Código

Defensoria do Rio chama de 'retrocesso legal' a redução da maioridade penal

Comissão apoia maioridade pena

Galeria: Vencedores da Taça das Favelas são homenageados

Quanto aos maus policiais, Pezão reafirmou que o estado corta na própria carne. "Já mandamos embora mais de 1800 policiais nesses oito anos. Quem usa o distintivo não pode cometer esses atos. Se a gente precisar continuar a cortar na carne, nós vamos cortar. A gente não pode é julgar os mais de 90 mil policiais que nós temos por esses 1600. A grande maioria é de quem está nas ruas nos defendendo e levando a paz a territórios que estavam há muitos anos entregues à violência".

O governador participou da entrega da Taça das Favelas aos vencedores do torneio. O evento contou com a presença de autoridades como o secretário estadual de esportes, Marco Antônio Cabral, o secretário chefa da Casa Civil Pedro Paulo Teixeira e os ex-jogadores de futebol, Zico, Carlos Alberto Torres e o técnico Joel Santana.

A Taça das Favelas envolveu 2400 jovens de 80 comunidades do Rio de Janeiro. Na modalidade futebol feminino, o time campeão foi o Baratas de Realengo e na modalidade futebol masculino, a taça ficou com o time Complexo de Padre Miguel. O governador falou sobre a importância do esporte na vida dos jovens. "Todos os esportes são muito importantes, mas é fato que o futebol sempre foi o carro-chefe desse país. Vamos lutar muito nesses próximos anos para aliar cada vez mais esporte com educação".

Últimas de Rio De Janeiro