Corpo de jovem encontrada morta em canal de Oswaldo Cruz é enterrado

Pais pedem 'punição severa' pelo que ocorreu com a filha

Por O Dia

Rio - Cerca de 100 pessoas se reuniram no início da tarde deste sábado no Cemitério do Catumbi, no Centro da cidade, para se despedir da estudante Beatriz Cardoso da Rocha Oliveira, de 17 anos, encontrada morta na manhã desta sexta-feira em um canal na Rua Conde de Linhares, em Oswaldo Cruz, na Zona Norte do Rio.

Jovem foi convencida a trocar de academia Reprodução Facebook

Indignados com o crime, os pais da jovem, Reginaldo Rodrigues e Suely Cardoso da Rocha Oliveira, pedem justiça e "punição severa" pelo que ocorreu com a filha.

Logo após seu desaparecimento, o perfil de Beatriz no Facebook foi deletado da rede social, mas o primo Filipi Cardoso conseguiu recuperar a conta.

Segundo Filipi, o principal suspeito seria um homem que persuadiu Beatriz a mudar da academia que ela frequentava. Nesta quinta-feira, dia em que o suspeito marcou de ir a um novo local para malhar foi o dia que a vítima desapareceu.

Filipi contou que a família descobriu a conversa no celular de Beatriz, que ela deixou de levar para a academia depois de já ter perdido um aparelho.

De acordo com a Polícia Civil, a jovem teria sido vista entrando em um Renault Clio prata, na esquina da rua onde a família mora.

Últimas de Rio De Janeiro