Por marcello.victor

Rio - O motorista de um coletivo da linha 773 (Pavuna-Cascadura), identificado apenas como Vitor, de aproximadamente 48 anos, morreu após colidir com o imóvel número 496 da Rua Carolina Machado, próximo da estação de trens de Madureira, na Zona Norte do Rio, no início da manhã desta quinta-feira. Ele passou mal ao volante do coletivo, subiu a calçada e bateu em um bar. O homem ficou preso às ferragens por cerca de meia hora e foi o último a ser resgatado, mas morreu a caminho do hospital. De acordo com o Corpo de Bombeiros, 23 passageiros ficaram feridos.

O acidente ocorreu por volta das 6h. Paredes e lajes do imóvel e de uma loja de imóveis que funciona do lado desabaram parcialmente. A frente do veículo ficou destruída. Técnicos da Defesa Civil seguiram para o local para avaliar os dois imóveis.

O motorista ficou cerca de meia hora presos às ferragens e foi o último a ser resgatado. Bombeiros do quartel de Campinho, com apoio de militares de Guadalupe, prestaram socorro ao motorista e aos 23 passageiros feridos no acidente, que foram socorridos pela janela de emergência do coletivo. As vítimas foram encaminhadas para os hospitais estaduais Albert Schweitzer, em Realengo, Carlos Chagas, em Marechal Hermes, municipal Salgado Filho, no Méier, e também para a UPA de Marechal Hermes.


Leitor registra acidente com ônibus na Rua Carolina MachadoSeguidor %40darlanmesq

Os passageiros foram retirados pelos bombeiros pela janela de emergência do coletivo. O ônibus bloqueia a entrada de uma vila de casas. Moradores estão impedidos entrar ou sair. A Rua Carolina Machado teve duas faixas inteditadas ao tráfego, mas, por volta das 7h37, apenas uma seguia bloqueada ao tráfego, após o fim do resgate as vítimas do acidente. O trânsito é lento em toda a extensão da via, com reflexos em Bento Ribeiro, Rocha Miranda e bairros adjacentes.

Você pode gostar