Por marcello.victor

Rio - O policial militar identificado como Mike Cruz, lotado no 7º BPM (São Gonçalo) foi morto em um ataque de bandidos do Morro da Cabrita, em Tribobó, São Gonçalo, Região Metropolitana do Rio, no início da noite desta quarta-feira. Em ação para buscar os criminosos, dois homens foram mortos em confronto com PMs da unidade na Favela da Linha, no bairro Rio do Ouro, no mesmo município. A família de um deles afirma que a vítima era morador e marceneiro.

O soldado Mike Cruz%2C de 30 anos%2C morreu após ser baleado por criminosos durante patrulhamento no Morro da Cabrita%2C em São GonçaloReprodução / Facebook

Mike Cruz foi morto quando participava de um patrulhamento de rotina em Tribobó. A viatura em que ele estava foi alvejada por tiros disparos por traficantes do Morro da Cabrita. O PM estava há três anos na corporação e deixa mulher e uma filha. A Divisão de Homicídios de Niterói, São Gonçalo e Itaboraí investiga o caso.

Horas depois, policiais do Grupamento de Ações Tática (GAT) do 7ºBPM foram atrás de suspeitos da morte de Mike na Favela da Linha. Na comunidade houve confronto e três homens foram baleados. Dois deles morreram no local e um ferido foi levado para o Hospital Estadual Alberto Torres, no Colubandê. Segundo a PM, os três são envolvidos com a quadrilha que controla a venda de entorpecentes na comunidade. Foram apreendidas duas pistolas, um revólver, três radiotransmissores e drogas.

No entanto, moradores da favela informaram que a vítima era marceneiro e trabalhava em um galpão na mesma rua em que foi atingido. Ele tinha saído de carro de casa para comprar alho para a mulher e foi alvejado quando descia do veículo.

O caso está sendo investigado pela 74ª DP (Alcântara).

Você pode gostar