Por felipe.martins

Rio - A situação das pessoas retiradas da ocupação do prédio alugado ao empresário Eike Batista, no Flamengo, foi discutida nesta quarta-feira na Secretaria Estadual de Direitos Humanos. O objetivo é conseguir um local temporário para abrigas as famílias.

A expectativa é que seja definido amanhã o local do abrigo temporário, com a Defensoria Pública e a Secretaria municipal de Desenvolvimento Social. Na quarta-feira da semana que vem, haverá um mutirão na sede da Defensoria, para levantar a situação específica de cada família.

Uma viatura da Polícia militar permanece em frente ao Edifício Hilton Santos, na Avenida Rui Barbosa. Tapumes e barreiras de arame farpado foram instalados no entorno de todo o prédio. Enquanto isso, cerca de 30 pessoas que participaram da invasão estão acampadas na Cinelândia. Homens do Grupo de Operações Especiais fazem um patrulhamento no local para evitar tumultos.

Você pode gostar