Funkeiras da Jaula das Gostozudas homenageiam ex-integrante morta na Baixada

Dançarinas postaram mensagens emocionantes nas redes sociais. Aline Amorim afirma que grupo não falará com a imprensa: 'Evitar qualquer tipo de acusação do público de achar que estamos nos aproveitando'

Por O Dia

Rio - Dançarinas da Jaula das Gostozudas homenagearam a ex-integrante do grupo de funk, Amanda Bueno, de 29 anos. Ela, que também dançou na Gaiola das Popozudas, junto com a cantora Valesca, foi assassinada em casa, no bairro da Posse, em Nova Iguaçu, na noite desta quinta-feira. O principal suspeito do crime, o marido da vítima, Milton Severiano Vieira, de 32 anos, foi preso ao capotar com um Gol Cinza na Dutra logo após o crime.

Em sua conta no Facebook, a dançarina Aline Amorim, fez uma declaração emocionante para a colega e explicou que as integrantes do grupo não darão entrevistas à imprensa, no momento, pois acreditam que o público pode pensar que elas estejam querendo se promover em cima da morte de Amanda.

LEIA MAIS:

Ex-dançarina da 'Jaula das Gostozudas' é morta na Baixada Fluminense

Valesca Popozuda lamenta morte de ex-integrante da Gaiola das Popozudas

"Muitos jornais nos procuraram para dar entrevista e queria deixar todos cientes que nesse caso nos reservamos. Não por não ter consideração e sim para evitar qualquer tipo de acusação do público de achar que estamos nos aproveitando, pois sabemos que as pessoas são sujas em julgar as outras por achar que estamos querendo nos promover. E à família, com certeza, vamos prestar nossa solidariedade", disse. Em homenagem à memória de Amanda, ela disse: "só tenho que me lembrar do seu sorriso e da pessoa boa e inocente que você era! Que Deus conforte a sua família e abençoe muito, pois sabíamos o grande amor que tinha por ela! E a você, amiga, que fique em paz! Que a Justiça seja feita. Eu confio no Deus que creio".

Amanda Bueno aparece ao centro da foto com as amigas da Jaula das GostozudasReprodução

A página oficial da Jaula das Gostozuas também homenageou a ex-integrante morta. "Na memória de quem ama, não há lugar para o esquecimento, só para a saudade daqueles que durante a vida nos trouxeram tanta alegria. Descanse em paz, Amanda Bueno. Nós da família Jaula estamos enviando essa mensagem a todos os amigos, familiares, fãs, enfim a todos, para pedir que Deus conforte nossos corações! Você sempre estará em nossos corações. Descanse em Paz", publicou.

CONFIRA: 'Assassino bestial', diz delegado sobre empresário que matou ex-dançarina

Também integrante do bonde de funk, Juliana Souza comentou a dor que está sentindo, em uma publicação, na manhã desta sexta-feira. "Hoje, ao acordar, pedi a Deus que fosse mentira, mas não era. A dor dentro de mim parece não ter fim! Já chorei, já solucei, já até gritei para tentar aliviar a dor... Ela Não Merecia... Estou orando por ela e pedindo a Deus para confortar o coração de quem mais precisa nesse momento, a mãe e a filha dela", disse.

Amanda%3A marido é o suspeitoDivulgação

Em sua conta em uma rede social, Amanda Miury, que também compõe a Jaula das Gostozudas, deixou claro que não era ela que tinha sido assassinada, pois muitos estavam confundiram qual dançarina havia sido morta.

"Boa noite, venho aqui, através dessa mensagem, explicar a todos vocês que esse ato de violência mortal não foi eu quem sofreu. Foi Amanda Bueno, que dançou conosco no grupo. E estou muito triste pelo acontecido. Uma pessoa sensacional, com um humor extraordinário, e que foi vítima desse ato de violência tão absurdo e revoltador. Aonde será que iremos parar? Será uma saudade sem fim. Que Deus conforte o coração de toda sua família e principalmente da sua filha que era seu bem mais precioso, que lutava muito pra dar de tudo a ela. Para sempre viva nos nossos corações", escreveu Amanda, na noite desta quinta-feira.

Em outra publicação, nesta manhã, ela lembrou que a colega era muito divertida. "Meu Deus, ainda estou sem entender como faz um ser humano agir com tamanha brutalidade, ser tão sangue frio para tirar a vida de alguém como se não fosse nada. Amanda, você era uma pessoa maravilhosa, conseguia ser divertida. Sem mesmo falar palavra nenhuma nos fazia rir quando vinha com aquelas perguntas sem nexos, quando falava 'meu dia'. Esse, sem dúvidas, era o melhor, quando você falava. Era batalhadora demais, bondosa, com um coração puro. Cara, ele vai pagar por tudo que fez a você. Deus nunca falha", postou.

Últimas de Rio De Janeiro