Valesca Popozuda lamenta morte de ex-integrante da Gaiola das Popozudas

Ex-dançarina da Jaula das Gostozudas também dançou no grupo de funk que revelou a Popozuda. Miltinho das Vans é acusado de matar Amanda. Casal ficou noivo no domingo

Por O Dia

Amanda%3A marido é o suspeitoDivulgação

Rio - Valesca lamentou, na manhã desta sexta-feira, a morte de Amanda Bueno, de 29 anos, que foi assassinada em casa, no bairro da Posse, em Nova Iguaçu, na noite desta quinta-feira. A ex-integrante da Jaula das Gostozudas também dançou no grupo de funk que revelou a Popozuda.

"É muito triste ver uma menina cheio de sonhos ter a vida interrompida como teve. No tempo que dançou na Gaiola das Popozudas, a Amanda só deixou lembranças boas. Deixo meu conforto a toda sua família e a sua filha que tem apenas 13 anos. Lamento muito e que Deus conforte a todos", disse a rainha do funk.

O principal suspeito, o marido da vítima, Milton Severiano Vieira, de 32 anos, foi preso ao capotar com um Gol Cinza na Dutra logo após o crime.

A dançarina estava estava muito feliz, pois tinha acabado de ficar noiva de Milton. Para comemorar, o casal deu uma festa na casa onde moravam, no último domingo. Em uma postada por ela em uma rede social, os dois exibem a aliança de compromisso. Em outra, os amigos reunidos na ocasião. "Aqui é só para quem fecha e cola comigo. Assim está sendo meu noivado. Que Deus abençoe minha vida e a de todos vocês", escreveu a morena na legenda de uma das imagens.

LEIA MAIS:

Funkeiras da Jaula das Gostozudas homenageiam ex-integrante morta

'Assassino bestial', diz delegado sobre empresário que matou ex-dançarina

Ex-dançarina da 'Jaula das Gostozudas' é morta na Baixada Fluminense

Amanda Bueno e Miltinho das Vans aparecem entre amigos em festa de noivadoReprodução



Últimas de Rio De Janeiro