Por thiago.antunes

Rio - Sabe aqueles dias em que tudo que está ao seu redor parece muito atribulado e você mal consegue pensar, devido a tanta agitação interior? É péssimo a gente se sentir assim, não é verdade? Nesses momentos, o que se quer é alguma esperança de que as coisas vão dar certo, de que estão sob controle.

Era isso que os discípulos estavam sentindo quando Jesus ressuscitado apareceu para eles, no caminho, como nos narra o Evangelho deste terceiro domingo da Páscoa. A esperança de que tanto precisavam, o Senhor deu a eles: “Sou eu mesmo!“ (Lc 24,39b)

Essa leitura pode nos ajudar a refletir sobre uma linda verdade, que não costumamos considerar: quando as coisas estão controversas demais, confusas, problemáticas, Jesus se coloca a caminho conosco e também nos diz: “Sou eu mesmo!” Sim: Ele se faz presente nos momentos difíceis da caminhada e está nas tribulações.

Certamente, Ele não as queria para nós, mas quando as permite é para o nosso amadurecimento e, sem dúvida, para o nosso bem. Veja : “Todas as coisas concorrem para o bem daqueles que amam a Deus”(Rm 8,28). E você sabe o que são todas as coisas? Ora, todas as coisas são todas as coisas! Não há espaço para nenhuma dúvida, aqui!

E quando a gente descobre que — ainda que não esteja vendo, nem entendendo e nem sentindo — Jesus está junto de nós naquela situação, tudo muda, porque nosso ser recupera a paz e a esperança necessárias para seguir em frente. Se o Senhor se faz presente ali, tudo está sob o controle Dele.

A liturgia deste dia também nos recorda de algo muito importante: o Senhor nos escolheu para testemunhar que Ele está vivo, agindo no meio de nós. Será que a minha e a sua vida refletem isso? Será que a confiança que eu e você temos em Jesus, especialmente nos momentos de dificuldades, testemunham ao mundo que vivemos tranquilos, pela certeza de que Jesus cuida de nós?

Só a confiança na presença de Jesus em nossa vida nos fará mais serenos diante das contrariedades, e certamente isso será um grande testemunho de fé para o mundo. #vamoemfrente!

Padre Omar é o Reitor do Santuário do Cristo Redentor do Corcovado. Faça perguntas ao Padre Omar pelo e-mail [email protected] Acesse também www.padreomar.com e www.facebook.com/padreomarraposo

Você pode gostar