Por felipe.martins

Rio -  Encaminhado ao Hospital São Lucas, em Copacabana, o homem ferido na queda de um muro da Linha 4 do metrô está internado em estado 'muito grave', segundo a unidade de saúde. O professor da Escola de Negócios UFRJ, Agrícola de Souza Bethlem, de 87 anos, deu entrada , às 13h23m na emergência com graves lesões no tórax e no crânio. Ele foi atingido por parte do muro do canteiro de obras da Linha 4 do metrô, na Praça Nossa Senhora da Paz, em Ipanema, que despencou na manhã desta quarta-feira.

Vítima foi resgatada e levada para hospital particularFoto de leitor

Incidente no final da manhã

As placas de concreto ficam empilhadas no local e caíram na Rua Visconde de Pirajá, por volta das 11h45. De acordo com a corporação, o quartel de Copacabana foi acionado por volta das 11h55. Os militares isolaram a área para retirada das placas e do ferido. Devido ao incidente, agentes interditaram duas faixas da Rua Visconde de Pirajá, na altura da Praça Nossa Senhora da Paz. Há retenções no trecho.

Segundo o secretário estadual de Transportes, Carlos Osório, o acidente ocorreu por conta de uma movimentação no terreno, mas garantiu que a escavadeira ‘Tatuzão’ não estava operando no momento do acidente. Foi necessário um guindaste para retirar as placas de concreto do local, que ficou interditado até a tarde.

Em nota, a Linha 4 do Metrô informou que as peças de concreto estavam estocadas no canteiro de obras da Linha 4. O consórcio afirmou que as aduelas – anéis de concreto que formam os túneis do metrô — caíram sobre a calçada da Visconde de Pirajá e atingiram o pedestre.

Duas faixas da Visconde de Pirajá foram interditadas e bombeiros estão no local para retirada das placasCentro de Operações Rio / Divulgação


Você pode gostar