Praça São Salvador cobra ‘lei do silêncio’

Moradores querem também limitar a venda de bebidas por ambulantes

Por O Dia

Rio - Um grupo de moradores da Praça São Salvador, em Laranjeiras, se reuniu na tarde desta terça-feira para elaborar proposta que freie a tentativa da vereadora Leila do Flamengo de colocar grades ao redor do chafariz e de transferir a tradicional feirinha de artesanato e da roda de choro das manhãs de domingo para um espaço na Praia do Flamengo.

Os moradores entendem que o principal problema é o barulho durante as madrugadas e, para evitar isso, é preciso limitar a venda de cerveja a partir de um horário a ser definido coletivamente sem, no entanto, alterar a arquitetura do local ou impedir a realização de eventos culturais até 22h.

Proposta de cercar o chafariz é criticada por moradores da regiãoAndré Mourão / Agência O Dia

A vereadora promoveu uma reunião com moradores há duas semanas, mas nem todos ficaram satisfeitos com as propostas. A maioria deseja uma intervenção do poder público, mas que vá ao encontro dos anseios da população.

“Não faz sentido descaracterizar a pracinha, que era degradada e ganhou vida justamente por causa dos moradores, que passaram a realizar aqui diversas atividades culturais. Precisamos de mudanças, mas temos de ser ouvidos”, pediu Arnaldo Pissiali, de 62 anos, um dos organizadores da roda de choro.

A reunião foi acompanhada pelo assessor de Leila do Flamengo, Cesar Gonçalves Dias Júnior, que prometeu levar a pauta da reunião elaborada pelos moradores para a apreciação da vereadora.

Últimas de Rio De Janeiro