Sonho do diploma está mais perto para 40 mil estudantes

Cursos de graduação à distância atraem candidatos por todo o estado. Vestibular recebe inscrições para 7.749 vagas

Por O Dia

Rio - De Barra do Piraí, no Sul Fluminense, para Lausanne, na Suíça. O passaporte que levou Gustavo Peixoto de Oliveira, de 28 anos, a um lugar tão longe de sua cidade natal foi o diploma universitário, conquistado graças ao curso de Matemática à distância concedido pela Universidade Federal Fluminense (UFF), por meio de um consórcio de instituições públicas de Ensino Superior do Rio. 

Gustavo se formou em Matemática na UFF e foi bolsista do Ciência Sem Fronteiras%2C em Lausanne%2C na SuíçaDivulgação


Seguindo o mesmo caminho trilhado por Gustavo, 40 mil alunos estão matriculados nos cursos oferecidos pela Fundação Cecierj, órgão da Secretaria Estadual de Ciência e Tecnologia. Outras 7.749 vagas vão ser preenchidas a partir de julho em 15 graduações no Cefet, Uenf, Uerj, Uff, UFRJ, UFRRJ e Unirio. As inscrições para o vestibular unificado estão abertas até 24 de maio.

Carlos Bielschowsky, presidente do Centro de Educação Superior à Distância do Estado (Cederj), acredita que os cursos semipresenciais são uma oportunidade para quem mora longe dos grandes centros, onde não há oferta de universidades, e para aqueles que gastam tempo e dinheiro no trânsito para chegar à faculdade. “O estudante precisa ter autonomia e disciplina para organizar rotina de estudos ”, explica. Os cursos são procurados também por pessoas que já têm filhos e trabalham.

No caso de Gustavo, a falta de condições financeiras para sair do interior, foi o motivo para procurar o ensino nos polos. Ele fez mestrado em engenharia na Coppe da UFRJ, foi bolsista do programa Ciência Sem Fronteiras, na Suíça, e terminou ano passado o doutorado na área de computação. “Estou fazendo concursos e buscando bolsas de pós-doutorado”, planeja.

Os certificados são reconhecidos pelo Ministério da Educação (MEC) e segundo, Bielschowsky, atestam a mesma qualidade dos cursos presenciais dessas universidades. “Os alunos do Cederj ficaram com as 20 melhores notas no Enade, que mede a qualidade do ensino superior no Brasil”, reconhece.

De acordo com o consórcio, o aluno recebe livros e apostilas, e é avaliado em provas presenciais e à distância, em datas e horários agendados. Nos pólos, há bibliotecas, laboratórios de informática, de química, física e biologia, salas de estudo e tutores para dar orientação. 

Estudante pode optar por cursos em 32 polos regionais

Este ano, os alunos do Cederj ganharam mais mobilidade para estudar: os e-books, uma ferramenta que disponibiliza conteúdo bibliográfico a partir de dispositivos móveis (tablets e celulares). Já podem ser acessados 58 deles para visualização, com expectativa de 94 para os próximos meses. A ideia é que 200 disciplinas sejam contempladas até o fim deste ano.

São oferecidas 950 vagas para Tecnologia em Segurança Pública, destinadas a policiais civis e militares, bombeiros. Do total, 80% são reservadas para profissionais de segurança do estado do Rio.

Os 32 polos regionais funcionam em Angra dos Reis, Barra do Piraí, Belford Roxo, Bom Jesus do Itabapoana, Campo Grande, Cantagalo, Duque de Caxias, Itaguaí, Itaocara, Itaperuna, Macaé, Magé e Miguel Pereira. Além de Natividade, Niterói, Nova Friburgo, Nova Iguaçu, Paracambi, Petrópolis, Piraí, Resende, Rio Bonito, Rio das Flôres, Rocinha, Santa Maria Madalena, São Fidélis, São Francisco de Itabapoana, São Gonçalo, São Pedro da Aldeia, Saquarema, Três Rios e Volta Redonda.

São oferecidos os seguintes cursos de graduação: Bacharel em Administração (711), Administração Pública (400) e Engenharia de Produção (400); Licenciaturas: Ciências Biológicas (871), Física (375), Geografia (240), História (250), Letras (300), Matemática (830), Pedagogia (1.040), Química (318) e Turismo (285). Além de Tecnólogo em Gestão de Turismo (250) e Sistemas de Computação (529).

A inscrição para o vestibular deve ser feita pela internet, no site da Fundação Cecierj (www.cederj.edu.br/vestibular), até dia 24 de maio. A taxa custa R$ 65. Durante a inscrição, o candidato deve indicar o curso e o polo de ensino. A prova acontece no dia 20 de junho e as aulas terão início no segundo semestre deste ano.

Últimas de Rio De Janeiro