Beltrame anuncia UPPs na Pedreira e Chapadão

Secretário de Segurança garantiu reforço ainda em mais 32 unidades no Rio; além disso, 1272 PMs serão realocados

Por O Dia

Rio - O secretário de Estado de Segurança, José Mariano Beltrame, anunciou, durante coletiva nesta terça-feira, a instalação de Unidades de Polícia Pacificadora (UPPs) nos morros da Pedreira e do Chapadão, em Costa Barros, na Zona Norte do Rio. 

'Pacificação da Maré será mais difícil', diz Beltrame

Ao lado do comandante-geral da Polícia Militar, coronel Alberto Pinheiro Neto, e o chefe da Polícia Civil, Fernando Veloso, Beltrame afirmou ainda que a secretaria vai distribuir ainda mais 400 policiais em 32 UPPs. Além disso, 1272 PMs serão realocados para 28 batalhões de todo Estado. Há previsão ainda do reforço de mais 100 militares em Niterói. 

A cúpula da segurança pública do Estado anunciou durante coletiva no CICC%2C nesta terça-feira%2C que os morros da Pedreira e Chapadão receberão UPPsSeverino Silva / Agência O Dia

"O planejamento de segurança para o Rio contempla a Baixada e o aumento do tempo de formação dos policiais", declarou Beltrame. Segundo o secretário a substituição da Força de Pacificação pela PM do Rio no complexo da Maré poderá ocorrer em julho. Beltrame confirmou a troca de soldados do Exército por PMs em mais quatro comunidades da Maré — Nova Holanda, Parque União, Parque Rubens Vaz e Nova Maré — a partir da próxima sexta-feira, como O DIA antecipou na edição de domingo. Essa será a segunda etapa do projeto anunciado em abril por Beltrame, que culminará na instalação de quatro UPPs na região.

"Há ações previstas baseadas nos trabalhos de inteligência antes da substituição no Complexo da Maré. A Polícia militar vai substituir o Exército na Nova Holanda e no Parque União", afirmou coronel Pinheiro Neto. "Serão quatro UPPs na Maré, dividindo o território em 10 ou 12 bases", completou Beltrame. 

Desde novembro de 2014, 220 policiais atuam junto ao Exército no complexo. A substituição das Forças Armadas por homens da PM começou no dia 1º de abril, quando PMs passaram a patrulhar as favelas Praia de Ramos e Roquete Pinto.

A previsão é de que em julho seja inaugurada a base da UPP Roquete Pinto/Praia de Ramos com 115 policiais e, até março de 201,6 já estejam instaladas as outras três. O efetivo total no complexo será de 1,2 mil homens. O 22º BPM (Maré), que fica no complexo, será transferido para a Rua Capitão Félix, em Benfica. A área do antigo batalhão será transformada em uma base para as UPPs. “Serão quatro UPPs, dividindo o território em 10 ou 12 bases”, informou Beltrame.

VOLTA PARA O INTERIOR

Sobre a necessidade de reforma em bases das UPPs já instaladas, o secretário de Segurança disse que 20 obras estão em andamento e outras 20, contratadas. Das 11 obras de UPPs a cargo da RioUrbe, nove estão em andamento.

Beltrame também lembrou que 500 PMs que vieram para o Rio reforçar o policiamento nas UPPs estão retornando para o Interior. De acordo com o secretário, os policiais trabalhavam apenas dois dias e voltavam uma semana para casa. “Eles traziam colchonetes, fogão. Não era isso que pretendíamos”. Para Beltrame, o retorno dos policiais para as cidades de origem vai reforçar a segurança no interior. “Queremos abrir mais Departamentos de Policiamento Ostensivo (DPOs)”, observou.


Últimas de Rio De Janeiro