'Pacificação da Maré será mais difícil', diz Beltrame

Secretário de Segurança lembrou a presença de três facções criminosas na região e disse que experiências no Complexo do Alemão e na Rocinha ajudarão no trabalho da polícia

Por O Dia

Rio - O secretário de Segurança, José Mariano Beltrame, anunciou a troca de soldados do Exército por PMs a partir desta sexta-feira, no Complexo da Maré, Zona Norte do Rio. A mudança ocorrerá em quatro comunidades do conjunto — Nova Holanda, Parque União, Parque Rubens Vaz e Nova Maré — dando início ao processo de pacificação. A previsão é de que no dia 30 de junho, todas as 12 comunidades da Maré estejam ocupadas pela PM.

Leia mais:

Beltrame anuncia UPPs na Pedreira e Chapadão

Polícia vai ocupar quatro comunidades na Maré a partir do dia 1º de maio 

Durante a coletiva, Beltrame lembrou ainda os sucessivos confrontos na Maré, que, segundo ele, é uma das regiões mais complicadas: "Com a ocupação no Complexo do Alemão e na Rocinha, que são áreas muito grandes e complexas, aprendemos muitas coisas para usarmos na Maré. Mas acreditamos que a Maré será ainda mais difícil pois são três facções criminosas, e isso é uma dificuldade maior em relação às outras".

PM ainda não divulgou o efetivo dos batalhões de Operações Especiais (Bope)%2C de Choque%2C e de Ações com Cães (BAC) que irá para a Maré até a formatura de novos poliDouglas Viana / Agência O DIA

Ainda segundo o secretário, a primeira UPP do complexo deve ser inaugurada em julho Roquete Pinto/Praia de Ramos. A previsão é de que até março de 2016 sejam instaladas as quatro UPPs em toda a Maré (quatro), com o efetivo de 1.200 policiais em todo o complexo. 

"Serão quatro UPPs na Maré, dividindo o território em 10 ou 12 bases", afirmou Beltrame.

Beltrame anunciou ainda novas UPPs nas comunidades do Chapadão e Pedreira, em Costa Barros, na Zona Norte do Rio. De acordo o secretário, essas comunidades são consideradas pontos estratégicos para o tráfico.

Mais de mil PMs serão realocados para 28 batalhões

Ao lado do comandante-geral da Polícia Militar, coronel Alberto Pinheiro Neto, e o chefe da Polícia Civil, Fernando Veloso, Beltrame afirmou ainda que a secretaria vai distribuir ainda mais 400 policiais em 32 UPPs. Além disso, 1272 PMs serão realocados para 28 batalhões de todo Estado. Há previsão ainda do reforço de mais 100 militares em Niterói.

"O planejamento de segurança para o Rio contempla a Baixada e o aumento do tempo de formação dos policiais", declarou Beltrame. 

Últimas de Rio De Janeiro