Vídeo mostra briga dentro de colégio da Zona Sul e choca pais

Estudante agride colega a chutes em escola. Diretora admite: ‘Eles são muito rápidos’

Por O Dia

Rio - Uma briga entre dois alunos de uma tradicional escola de classe média, na Zona Sul, deixou pais apreensivos diante das imagens violentas registradas pelo celular de um outro estudante. Os meninos, com idades entre 11 e 12 anos, da 6ª série do Ensino Fundamental do Colégio Notre Dame, em Ipanema, se enfrentaram, nesta segunda-feira, no fim da última aula.

A diretora da unidade, irmã Loiva, não soube informar o motivo da confusão, mas familiares que têm filhos na escola disseram que teria sido por ciúme de uma garota.

Menor agrediu outro a chutes em tradicional colégio do RioReprodução Vídeo

“Daqui a pouco pode ser a minha filha. Estou com muito medo”, disse a mãe de uma estudante, aos ver as imagens. Apesar de as cenas gravadas não mostrarem nenhum adulto por perto, a diretora garantiu que uma coordenadora, uma bibliotecária e um inspetor estavam, sim, próximos aos dois estudantes quando eles começaram a brigar num dos corredores da escola. Segundo a irmã, os funcionários teriam separado os garotos.

O pré-adolescente que aparece chutando várias vezes o outro, que está caído no chão, segundo a diretora, foi suspenso das aulas por um dia. Ambos foram levados para a coordenação e seus responsáveis chamados para uma conversa na escola. “Foi soco, mas nada profundo ou grave. Ninguém foi para o hospital”, minimizou a religiosa, ao ser questionada se um dos meninos desmaiou, como alguns pais (que preferiram não se identificar) afirmaram ao DIA.

No vídeo, é possível ouvir outras crianças rindo e gritando enquanto os dois estão brigando. A diretora contou que é feito um trabalho preventivo constante com os estudantes, que envolvem questões de respeito nas relações, mas isso não é garantia que incidentes como o de ontem não aconteça. “Sempre que ocorre um desentendimento entre eles (alunos) , nós conversamos com os respectivos envolvidos. Mas eles são muito rápidos e fazem na sua frente”, admitiu a diretora.

A briga somente chegou ao conhecimento de outros pais porque um estudante resolveu gravá-la em vídeo. A diretora alertou que o uso do celular dentro da escola é proibido. “Só chegou a jornalistas porque teve uma outra criança que filmou. A gente sabe que celular não é permitido, mas os estudantes fazem o uso indevido do aparelho”, admitiu a religiosa.

Os responsáveis das crianças envolvidas não foram localizados para comentar o assunto.

Últimas de Rio De Janeiro