Acusados de matar parentes, pai é preso no Sul e filho segue foragido

José Stofel, 54, e Charles Duarte Stofel, 28, têm mandados de prisão expedidos por assassinato de primo e esposa

Por O Dia

Rio - Acusados de matar dois dos próprios familiares, pai e filho saíram de São Gonçalo e Itaboraí, municípios da Região Metropolitana, em busca de refúgio em Santa Catarina, no Sul do Brasil. Nesta quarta-feira, policiais da 72ª DP (Mutuá) prenderam José Stofel, de 54 anos, pai de Charles Duarte Stofel, 28, na Rua Padre José Novack, na cidade Garuva, a mil quilômetros do Rio. O filho ainda está foragido.

Segundo investigadores da 72ª DP, o homem preso é acusado de matar o primo, que também é seu irmão de criação, Aldeci da Mota Stofel, com dois tiros na cabeça dentro do carro, em 2009. Em depoimento na delegacia, ele alegou que o primo fazia parte de um grupo de extermínio em São Gonçalo e havia o ameaçado de morte. Ele foi localizado após troca de informações entre agentes da distrital com policiais civis e militares de Garuva. Os dados ajudaram na captura do acusado.

José Stofel, de 54 anos, (de camisa branca) foi encontrado em Garuvas%2C a mil quilômetros do RioDivulgação

Ainda de acordo os inspetores, o filho de José Stofel, Charles Duarte Stofel, 28, matou a própria esposa Geisiane Ramos Pereira a facadas, em Itaboraí, no de 2012. Ele não estava no endereço junto com o pai. Os agentes pedem que quem tiver informações do paradeiro de Charles devem mandar mensagens para o serviço de WhatsApp da 72ª DP (21- 99020 2457).

Últimas de Rio De Janeiro