Bandidos fecham rua com caminhões e roubam caixas eletrônicos de farmácia

Ação ousada dos criminosos aconteceu em São João de Meriti, na Baixada. Um motorista foi obrigado a ajudar a fechar via

Por O Dia

Rio - Em uma ação ousada, oito bandidos fecharam a Rua Elisiário de Souza, no bairro Vila Norma, em São João de Meriti, na Baixada Fluminense, com dois caminhões e roubaram dois caixas eletrônicos de uma farmácia, na madrugada desta terça-feira.

Bandidos fecharam a Rua Elisiário de Souza%2C em São João de Meriti%2C durante a ação criminosaOsvaldo Praddo / Agência O Dia

Um dos veículos era dirigido por um motorista de uma empresa que foi obrigado a participar do bloqueio criminoso enquanto parte do bando utilizava uma retroescavadeira para arrancar os equipamentos. Wagner José dos Santos, 34 anos, que conduzia a retroescavadeira, foi preso em flagrante por policiais militares. Os comparsas da quadrilha fugiram em um caminhão onde os caixas foram colocados. 

De acordo com a PM, o outro caminhão estava em posse dos criminosos e foi utilizado para levar parte dos caixas eletrônicos — onde fica o cofre. O que restou dos equipamentos ficaram dentro do estabelecimento que, aparentemente, não teve mais nada roubado.

O crime ocorreu por volta das 2h e, cerca de uma hora depois, os donos do estabelecimento foram avisados e chegaram ao local, encontrando o cenário de destruição. Parte de um bar ao lado da farmácia também foi atingida pela retroescavadeira. 

Criminosos usaram retroescavadeira para invadir a farmácia%3B bando levou dois caixas eletrônicos do localOsvaldo Praddo / Agência O Dia

A dona da farmácia Nova Vida disse que há pelo menos cinco anos não sofria qualquer tipo de ação criminosa. Antes, o estabelecimento já tinha sido alvo de assaltos a mão armado duas vezes.

O caso foi registrado na 54ª DP (São João de Meriti) como crime de furto. A perícia já foi realizada no local.

A retroescadeira foi apreendida e entregue à empresa proprietária. A quantia levada nos caixas eletrônicos pelos criminosos ainda é desconhecida. A polícia está à procura de câmeras de segurança instaladas na região para identificar os outros autores do crime. 

Últimas de Rio De Janeiro