ISP registra queda de homicídios por 'autos de resistência' em áreas de UPPs

Instituto divulgou dados nesta segunda-feira e também apresentou aumento no número de drogas e flagrantes

Por O Dia

Rio - O número de casos de casos de morte durante intervenção policial em áreas de UPP teve redução de 85,5% entre 2008 e 2014. Os dados foram divulgados nesta segunda-feira pelo Instituto de Segurança Pública do Rio (ISP), que registrou 136 ocorrências em 2008 e 20 em 2014. Porém, este mesmo índice registrou um aumento no período entre 2013 e 2014, passando de 3,1% para 3,8% em toda a cidade. E de 3,5% casos para 3,7% casos em áreas de UPP.

Ainda de acordo com os dados das Incidências Criminais e Administrativas referentes às UPPs, houve redução ainda de 65,5% de homicídios dolosos no mesmo período: foram 116 casos em 2008 e 40 em 2014. Outros casos que apresentaram queda nos números foram de letalidade violenta – uma redução de 76,3% —, de roubo de rua — 57,3% — e armas apreendidas — 70,1%. 

Em contrapartida, houve aumento no registro de alguns casos, como o de apreensão de drogas (301,0%). Já as ocorrências em flagrante aumentaram em 268,0%, no período entre 2008 e 2014.

Segundo o ISP, os dados das UPP são divulgados após um ano completo da data de implantação de cada unidade. O instituto alega que "para efeito de comparação foram levados em contas dados do ano anterior da implantação das unidades, 2007". 

Os números levam em conta ainda apenas as ruas ou trechos de ruas que estão sob a responsabilidade da UPP. O estudo do ISP foi feito juntamente com a Coordenadoria de Polícia Pacificadora (CPP). Os dados são referentes aos registros de ocorrências (RO) nas delegacias de Polícia Civil.

Últimas de Rio De Janeiro