Em protesto, servidores lavam escadarias da prefeitura de Angra

Manifestações contra a administração da prefeita Conceição Rabha (PT) continuaram nesta quinta-feira

Por O Dia

Rio - Servidores da Prefeitura de Angra dos Reis, no Sul Fluminense, deram continuidade nesta quinta-feira à uma série de manifestações contra a administração da prefeita Conceição Rabha (PT). Em protesto contra os constantes atrasos de salários, que vêm ocorrendo há seis meses, dezenas de funcionários em greve fizeram a lavagem das escadarias da prefeitura, simbolizando, segundo os manifestantes, a "limpeza da sujeira política que tem que ser feita no governo municipal".

Aos gritos de "lavando a sujeira", os servidores, munidos de vassouras, baldes d'água e detergentes, lavaram a frente do imóvel. O Governo municipal dever se pronunciar nesta sexta-feira sobre o assunto. Na próxima segunda-feira, os grevistas prometem acampar dentro da prefeitura, conforme fizeram recentemente.

Depois dos primeiros protestos dos servidores, a prefeita Conceição Rabha anunciou um pacote de medidas para reduzir os gastos na administração pública e espera economizar R$ 3 milhões mensais aos cofres.

Entre as ações estão a redução de 30% do próprio salário e a diminuição de 50% dos cargos comissionados, o que representa 436 funcionários. Também será feito um recadastramento de todos os imóveis pertencentes à prefeitura, que serão resgatados, com o intuito de reduzir os gastos com aluguéis.

Com atrasos no pagamentos desde novembro de 2014, os servidores entraram em greve. A prefeitura conseguiu na Justiça o retorno de pelo menos 70% dos funcionários ao trabalho.

A prefeita Conceição Rabha, após encontro com o sindicato dos funcionários (Sinspmar), também prometeu pagar o funcionalismo em dia.

Últimas de Rio De Janeiro