Intenso tiroteio fecha ruas da Praça Seca

Ruas Cândido Benício, Barão e Bernardino foram interditadas por policiais militares para evitar que alguém fosse atingido

Por O Dia

Rio - Tiros de fuzil e pistola, disparados por bandidos do alto do morro São José Operário e da favela Bateau Mouche, no morro da Covanca, provocaram o fechamento de três importantes ruas da Praça Seca, por volta das 22h de domingo. As ruas Cândido Benício, Barão e Doutor Bernardino foram interditadas por policiais militares do 9º BPM (Rocha Miranda) para evitar que alguém fosse atingido. Os PMs também reforçaram o patrulhamento na região após a liberação das pistas, cerca de 20 minutos depois.

Pelas redes sociais, moradores relataram o medo que tomou conta da região. "Muito tiro no morro São José Operário, na Praça Seca. Uma guerra aqui. Nos ajudem. Desde cedo, o tiroteio não para", escreveu um internauta.

Ruas da Praça Seca foram fechadas pela políciaFoto%3A Leitor

Outra moradora reclamou da insegurança que tomou conta do bairro. "Situação só piora a cada dia. Segurança zero. O poder público nos esqueceu. Assaltos, roubos de carros, a residências, a pedestres, a estabelecimentos comerciais. Os traficantes andam pelo bairro em motos, com armas pesadas, intimidando a todos sem serem incomodados.Assaltantes de moto, sem placas, assaltam pessoas em plena luz do dia. É uma farra para eles. E os moradores cada vez mais encurralados", escreveu a mulher na mensagem e enviou a foto de um protesto dos moradores que colocaram uma faixa no coreto da praça pedindo paz.

O ataque começou quando uma equipe do batalhão ficou encurralada na Rua Marangá, um dos acessos do morro São José Operário. Outras guarnições foram acionadas, com apoio de um blindado, e conseguiram resgatar os colegas. Segundo informações da unidade, não há registros de feridos nos confrontos.

Últimas de Rio De Janeiro