Mais um PM é baleado no Rio

Policial da UPP Camarista Méier foi atingido no ombro e socorrido para o Hospital Naval Marcílio Dias, no Lins

Por O Dia

Rio - A violência na cidade vitimou mais um policial militar nesta segunda-feira. Por volta das 19h, uma equipe da Unidade de Polícia Pacificadora (UPP) Camarista Méier, na Zona Norte, estava em patrulhamento pela localidade Barão de Santo Ângelo quando encontrou bandidos armados, trocaram tiros e um agente foi atingido. Não identificado, o policial baleado no ombro foi socorrido para o Hospital Naval Marcílio Dias, no Lins, onde passa por cirurgia. Os suspeitos fugiram. Buscas estão sendo feitas na região.

Também nesta segunda, de madrugada, uma uma perseguição policial em Bangu, Zona Oeste do Rio, terminou com uma soldado ferida e dois homens presos. De acordo com a PM, após desconfiarem de um carro na Estrada da Água Branca, policiais do 14º BPM (Bangu) saíram em perseguição ao veículo. Homens armados efetuaram disparos contra a viatura e a soldado Drielle Lasnor de Morais foi baleada na cabeça.

Policial militar é baleada no rosto em perseguição na Zona Oeste

O carro acabou capotando e batendo no muro de uma igreja. Três suspeitos que estavam no interior do veículo fugiram. Após buscas na região, os policiais conseguiram prender Rafael Paiva de Oliveira, de 22 anos, e Gustavo Marques Assumpção, de 26 anos. Com eles, foram apreendidas duas pistolas calibre 45, dois carregadores, um radiotransmissor, um caderno de anotações do tráfico e munições. O terceiro suspeito não foi localizado.

De acordo com o comandante do 14º BPM (Bangu), coronel Friederick Minervini, a soldado Drielle foi socorrida e encaminhada em estado grave para o Hospital Estadual Albert Schweitzer, em Realengo. Nesta manhã, ela foi transferida no helicóptero para o Hospital Alberto Torres, em São Gonçalo. O estado de saúde dela é considerado gravíssimo. Segundo informações, a bala atingiu o rosto de Drielle e ficou alojada na nuca.

A Polícia Civil informou que Rafael e Gustavo irão responder por tentativa de homicídio, porte ilegal de arma e associação para o tráfico de drogas. O caso foi registrado na 34ª DP (Bangu).

Últimas de Rio De Janeiro