Menor suspeito de esfaquear Jaime Gold será internado, decide Justiça

Em audiência, adolescente disse que estava em casa no dia em que médico foi atacado a facas na Lagoa Rodrigo de Freitas

Por O Dia

Rio - A  Vara da Infância e Juventude da Capital decidiu manter internado provisoriamente o adolescente de 16 anos suspeito de participar do assalto que resultou na morte do médico e ciclista Jaime Gold na semana passada. A decisão acatou pedido do Ministério Público, que encaminhou à Justiça representação contra ele por ato infracional correspondente ao crime de latrocínio. Na madrugada de desta segunda-feira, um criminoso foi preso na Zona Sul após tentar assaltar, com uma faca, um casal de chineses.

A Assembleia Legislativa do Rio vai apreciar hoje um projeto de lei que inclui o furto e roubo de bicicleta como ocorrências a serem classificadas à parte nas estatísticas policiais. Na Câmara dos Deputados, a criminalização do porte de facas e armas brancas será levada a plenário, assim que a pauta for destravada, de acordo com o presidente da casa, Eduardo Cunha.

Mãe do menor acusado (com o rosto coberto) deixa fórum em OlariaBruno de Lima / Agência O Dia

O adolescente, de 16 anos,será ouvido amanhã no Fórum Regional da Leopoldina, em Olaria. A Justiça tem até 45 dias para julgar o processo Nesta segunda-feira, ele já esteve no local para prestar depoimento informal. Segundo seu advogado, Alberto Oliveira Junior, o menor negou as acusações. “Ele nega veementemente de ter participado da morte do médico e diz ainda que, no dia do crime, estava em casa”, contou o advogado. A mãe do menor esteve ontem no fórum para acompanhar o depoimento.

“Diante do que tem sido veiculado, a mãe dele está tendo problemas psicológicos”, alertou o outro advogado do adolescente, Djefferson Amadeus, que também divide a defesa do menor com outra profissional, Caroline Bispo. Os três advogados estão prestando atendimento voluntariamente.

Apreendido em Manguinhos na quinta-feira passada, o adolescente foi encaminhado ao Degase no mesmo dia, não pelo caso da Lagoa, mas sim pelo último crime que havia cometido, um roubo no Jardim Botânico, em janeiro. Na época, recebeu o benefício de visitar a família, mas em fevereiro, ele não voltou. Quando foi capturado semana passada, o menor admitiu que praticava roubos na Zona

Em mais um caso de assalto com faca no Rio, um casal de chineses foi abordado por Thiago Ferreira dos Santos, 29 anos, na Avenida Atlântica com Rua Xavier da Silveira, em Copacabana. Ele foi preso por PMs do 19º BPM com o telefone celular roubado do casal. Com ele, também foi apreendida a faca. O caso foi registrado na Delegacia de Atendimento ao Turista (Deat).

Ciclista diz ter ficado traumatizado

Vítima de ataque de de bandidos que roubaram sua bicicleta no Aterro há sete meses, quando levou quatro facadas — uma delas perfurando seu pulmão esquerdo —, Jorge Felipe Leão completou ontem 21 anos de idade. Emocionado, ele diz que comemorou seu segundo nascimento.

“Nasci de novo no dia 10 de outubro (data do atentado), quando sobrevivi àquelas facadas”, justifica Jorge, que, apesar de continuar trabalhando como mecânico de bicicletas em uma famosa bicicletaria em Ipanema, diz ter tomado trauma de pedalar. “Posso ser a próxima vítima fatal”, argumenta.

Jorge Felipe levou quatro facadas há sete meses quando passeava de bicicleta no Aterro do FlamengoUanderson Fernandes / Agência O Dia

Jorge, que era amigo do médico Jaime Gold, assassinado a facadas no dia 19, diz que em outubro, conhecidos queriam “fazer justiça”. “Mas eu não fui nessa onda e nem estimulei. Os agressores também são vítimas de um sistema perverso”, afirmou, lamentando o fato de a polícia, no seu caso, não ter avançado nas investigações.

Amanhã , às 13 h, na Alerj,ciclistas participam de audiência pública sobre violência.

Últimas de Rio De Janeiro