PM baleada na Zona Oeste pode ficar tetraplégica

Drielle e um colega perseguiram bandidos em Realengo, que trocaram tiros com os agentes

Por O Dia

A soldado, que está em estado grave, entrou na PM em março de 2014Reprodução

Rio - Três policiais militares foram baleados nesta segunda-feira. O caso mais grave é o da soldado Drielle Lasnor Morais, de 25 anos, atingida no rosto durante uma perseguição em Realengo, na Zona Oeste. Ela foi operada e corre o risco de ficar tetraplégica. Já o cabo identificado como Da Silva foi ferido na coxa numa operação da PM em Parada de Lucas, na Zona Norte. Somente este ano, 124 militares foram baleados no estado, sendo que 84 estavam de serviço.

A soldado do 14º BPM (Bangu) fazia patrulhamento na Estrada Água Branca, na madrugada de ontem, quando ela e um colega de farda suspeitaram de um Gol verde e tentaram abordá-lo. O motorista fugiu. Houve perseguição e tiroteio. O veículo bateu no muro de uma igreja, mas PMs localizaram Rafael Paiva de Oliveira, de 22 anos, e Gustavo Marques Assumpção, o Beça, 26. Este último é, segundo policiais, gerente do tráfico da favela Curral das Éguas, em Magalhães Bastos.

Drielle foi levada pelo colega de farda para o Hospital Albert Schweitzer, em Realengo. Ela foi transferida de helicóptero para o Hospital Estadual Alberto Torres, em São Gonçalo, onde foi operada para retirar a bala da nuca. Segundo a Secretaria Estadual de Saúde, o estado da soldado é gravíssimo. Drielle entrou na corporação em março de 2014. Seu pai, que foi do mesmo batalhão, morreu assassinado há 10 anos.

“Ela é uma pessoa maravilhosa, tem um coração enorme. Faria por qualquer um, qualquer coisa. O mínimo que a gente pede, para quem puder, é fazer uma oração, ajudar com uma oração”, disse uma irmã da policial, que preferiu não se identificar, em entrevista ao "RJTV", da TV Globo.

Já o cabo Da Silva, baleado em Parada de Lucas, foi socorrido no Hospital Estadual Getúlio Vargas, na Penha. Ele continua internado e seu quadro é estável. Na ação um dos criminosos também foi baleado. Identificado como Jonatha Henrique Barros da Silva, 19 anos, ele foi ferido na barriga e virilha. PMs apreenderam uma pistola e 8kg de maconha.

O soldado Oliveira foi baleado no ombro nesta segunda-feira à noite em patrulhamento no Morro Camarista Méier, Zona Norte. Segundo a Coordenadoria de Polícia Pacificadora, PMs foram atacados a tiros durante patrulhamento. O militar foi socorrido no Hospital Marcílio Dias, no Lins.

Homem mata motociclista

O cobrador de ônibus Hermínio Soares de Freitas, 25, morreu na madrugada de ontem, no Largo do Jacaré, Zona Norte, ao ser atingido em sua motocicleta por um carro que furou a blitz formada por policiais do Batalhão de Ações com Cães (BAC). Hermínio tinha um filho de 3 meses.

O atropelador, Lair Matheus de Oliveira Araújo, 20, foi preso. Ao perceber a ação policial, na Rua 24 de Maio, em Sampaio, ele acelerou o carro e fugiu. No veículo, havia mais duas pessoas. Os policiais perseguiram o automóvel, que só parou após atingir Hermínio.ia para o trabalho, como cobrador de ônibus da linha 476 (Méier-Leblon).

Segundo a Polícia Civil, os três ocupantes do carro ainda tentaram fugir a pé, mas foram alcançados. O motorista foi preso em flagrante por homicídio culposo e levado para a 25ª DP (Engenho Novo). Ele dirigia sem habilitação.

Últimas de Rio De Janeiro