Por pedro.logato

Rio - A Universidade do Estado do Rio de Janeiro (Uerj) continua vivendo um dos momentos mais complicados dos últimos anos. Devido ao atraso no salário de funcionados tercerizados, nas bolsas dos alunos e a demora na contratação de professores para atender a nova grade, os alunos da Faculdade de Comunicação Social (FCS) decidiram em assembleia geral realizada em dois turnos pelo Centro Acadêmico suspender às atividades discentes na Universidade até a próxima quinta-feira. Junto dos cursos de Comunicação há 15 outros paralisados: Ciências Sociais, Serviço Social, Arqueologia, História, Geografia, Medicina, Direito, Psicologia, Artes, Turismo, Filosofia, Odontologia, Enfermagem e Pedagogia.

Alunos da Faculdade de Comunicação optaram por paralisação até quinta-feiraReprodução Internet

A assembleia foi realizada nesta segunda-feira, em dois turnos, na parte da manhã e da noite. A votação contou com a participação de 128 estudantes, 119 foram favoráveis à decisão, com 6 contrários e 3 abstenções. A Faculdade de Comunicação Social, localizada no décimo andar, do campus do Maracanã da Uerj, engloba os cursos de Jornalismo e Relações Públicas.

Os alunos de Comunicação já realizaram uma passeata em frente ao Hospital Universitário Pedro Ernesto, localizado na Avenida 28 de Setembro, em Vila Isabel. Uma conversa com os professores, na terça-feira. Nesta quarta-feira, ao lado de professores e tercerizados, participaram de uma aula pública, na parte da manhã e da noite.

Nesta quinta-feira, os alunos vão participar de uma Oficina com cartazes, às 9 horas. Durante o final da tarde e o começo da noite, às 18 horas, os estudantes de comunicação e de outros cursos vão participar de uma assembleia geral discente.

Você pode gostar