Briga em saída de festa na Baixada deixa um morto e dois feridos

PM atirou em três homens em frente a um salão de festas em Queimados. Na delegacia, o policial alegou legítima defesa

Por O Dia

Rio - Uma briga na entrada de uma festa em Queimados, na Baixada Fluminense, na noite desta quinta-feira terminou com uma morte e duas pessoas feridas. O autor dos tiros foi um policial militar. Indiciado por homicídio, Márcio de Freitas Morandi se entregou na 55ª DP (Queimados) e, lá, alegou ter feito os disparos em legítima defesa.

Baleado, um dos feridos, Paulo José de Jesus, 31,  foi levado para UPA de Queimados, mas não resistiu aos ferimentos e morreu. O outro atingido pelos disparos, Luiz Rogério da Silva Oliveira, está internado no Hospital Geral de Nova Iguaçu. Segundo a unidade de saúde, Luiz teve perfurações no abdômen foi atendido na emergência do hospital e submetido a uma cirurgia durante a madrugada. Ele continua na internado, mas o quadro de saúde é considerado estável pelos médicos. Não há informações sobre o paradeiro de José Alexandre Ferreira de Sena, também ferido pelo policial, que usou uma pistola calibre 380mm. A arma foi apreendida. 

O crime ocorreu Av. Tiradentes n°405, em frente ao Gren Palace Festas & Eventos. Segundo informações, havia uma festa e os veículos dos participantes estavam estacionados em frente ao espaço de eventos. Nessa hora, o PM parou o próprio carro e pediu para que as  vítimas tirassem as motos estacionadas. A briga envolvendo o policial e os homens terminou com os disparos. 

De acordo com informações da 55ª DP (Queimados), as circunstâncias da morte de Paulo Cezar estão sendo investigadas. A Polícia Militar também informou que agentes fazem diligências em busca de imagens e testemunhas que possam ajudar nas investigações.

Reportagem de Marcelle Bappersi

Últimas de Rio De Janeiro