Por nicolas.satriano

Rio - A Olimpíada do Rio começou, efetivamente, na manhã desta terça-feira para os torcedores contemplados com 1.592.701 dos 7,5 milhões de ingressos disponíveis para os Jogos de 2016. Foi o caso, por exemplo, do farmacêutico Frederico Miranda, de 38 anos. Fanático por esportes, ele havia feito a inscrição para mais de dez modalidades. Conseguiu apenas duas, mas uma delas a mais cobiçada: a final dos 100 metros rasos do atletismo, prova que deverá ter a presença do fenômeno jamaicano Usain Bolt, atualmente o homem mais rápido do mundo.

“Me inscrevi em provas de natação, vôlei masculino e feminino, futebol masculino e feminino, judô, tênis, atletismo. Quase tudo. Para a minha sorte, consegui a que eu mais queria, que era ver o homem mais rápido do mundo. E neste dia ainda tem a final dos 400 metros rasos. Muita sorte. O outro ingresso que consegui foi para a terceira rodada do tênis. Quando entrou o e-mail, fiz logo o pagamento para não ter erro”, disse o tricolor Fred, que desembolsou R$ 530 pelo ingresso do atletismo e R$ 200 pelo da entrada para o tênis.

Segunda rodada do sorteio para aquisição dos ingressos para as provas olímpicas começa em julhoBruno de Lima / Agência O Dia

O médico Bruno Cals não conseguirá ver Usain Bolt, mas deu mais sorte que Frederico Miranda se consideramos a quantidade de eventos para os quais foi sorteado: basquete, vôlei de praia, pólo aquático e judô.

“Judô é a cara da primeira semana dos Jogos. Consegui para manhã e tarde. Vôlei de praia fora do verão também é melhor. Nunca havia conseguido entrar numa arena, por causa daquelas filas quilométricas. Agora vou ver pela primeira vez. Já o polo aquático, acho que meus filhos vão me matar vendo o jogo. Devem achar um saco. Mas quando fiz faculdade de Educação Física, era obrigatório”, brincou o médico.

O empresário Marlo Flores também saiu contemplado com vários ingressos: final do vôlei de praia feminino, quartas de final basquete feminino, voleibol feminino na primeira fase, Voleibol masculino — primeira fase — e dois dias de vôlei de praia.

“Será uma oportunidade única para mim e meus filhos. Um evento que a gente vai poder contar para os netos para o resto da vida. Uma Olimpíada no Brasil, e na nossa cidade. É um pouco caro, mas com certeza vai valer a pena”, disse Marlo, que ainda vai tentar mais alguns ingressos.

Advogada conseguiu 80 bilhetes

Sorte é para quem tem. A advogada carioca Marcia Salgado mora atualmente em São Paulo, mas terá 80 razões para visitar a terra natal na Olimpíada. Ela foi sorteada com 80 ingressos para os jogos.

“Pedi quatro ingressos, para 20 eventos, e nem acreditei quando vi que tinha conseguido todos”, contou à rádio CBN. “Consegui a cerimônia de abertura, de encerramento, algumas finais da natação, final do handebol feminino, tudo que eu queria. Estou muito feliz. Depois a gente vê como faz.”

Márcia é casada e tem dois filhos. Ela disse ainda que pretende pagar por todos os bilhetes conseguidos, mas não revelou o valor total.

Torcedor ainda tem chances de conseguir ingresso

Quem não conseguiu ingressos para as sessões esgotadas ainda tem uma pequena chance. Se houver alguma desistência, o que foi comum na Copa do Mundo, por exemplo, o bilhete voltará a ser colocado à venda em julho. Estão com entradas esgotadas a final do futebol masculino, as cerimônias de abertura e encerramento, as finais do vôlei, tênis, 100m rasos (atletismo) e hipismo.

Se o torcedor sorteado ontem quiser desistir do ingresso, deverá cancelar toda a sua compra. Terminada a primeira fase de vendas, os demais ingressos ficarão disponíveis para compra online em outubro, e os bilhetes que sobrarem serão comercializadas em postos de venda presenciais, em junho de 2016. Em julho, será feito o segundo sorteio dos ingressos e a prioridade será dada a quem não foi sorteado para nenhuma sessão ontem.


Você pode gostar