Pai ganha a guarda provisória de menino abandonado pela mãe no Leme

Holandês que trabalha no México prestou depoimento na 1ª Vara da Infância e Juventude

Por O Dia

Rio - O holandês, pai do menino de 7 anos abandonado pela mãe em um apartamento no Leme, recebeu nesta quinta-feira a guarda da criança. A decisão, ainda provisória, foi do juiz titular da 1ª Vara da Infância, da Juventude e do Idoso, Pedro Henrique Alves. O homem chegou ontem do México, onde trabalha numa plataforma de petróleo, e foi ao juizado para ser entrevistado.

O menino de 7 anos foi resgatado pelos bombeiros do 11º andar do prédio localizado na Rua Roberto Dias Lopes%2C no LemeEstefan Radovicz / Agência O Dia

Inicialmente, a avó materna ficaria com ele, mas o pedido foi revogado pelo juiz após denúncia de maus tratos. Duas primas do menino tinham manifestado o interesse de cuidar do garoto.

Mãe disse que filho 'sabia se virar'

O inquérito aberto pela 12ªDP (Copacabana), responsável pela prisão temporária da mãe do menino do Leme ainda está em aberto. A Polícia Civil tenta reunir outras provas sobre os cinco registros feitos em nome dela nos últimos cinco anos. Em uma das ocorrências, ela também foi acusada de abandono de incapaz de dois filhos em 2012.

A criança de 7 anos foi resgatada do 11º andar pelo Corpo de Bombeiros no fim da da noite de domingo. Vizinhos ligaram para PM após constatarem que o menino estava sozinho em casa. Quando chegou à delegacia, ele informou que havia sido deixado pela mãe há dois dias. A mãe foi presa num bar em Copacabana um dia depois e disse que o filho de sete anos “sabia se virar”.

Últimas de Rio De Janeiro