UPP prende suspeito e recupera caminhão de cerveja roubado na Mangueira

Funcionários da Ambev que foram levados com o veículo para a comunidade acabaram libertados sem ferimentos e a carga recuperada

Por O Dia

Rio - Um homem foi preso em flagrante e um caminhão de cerveja roubado foi recuperado por policiais da Unidade de Polícia Pacificadora (UPP) do Morro da Mangueira, no interior da comunidade, na Zona Norte do Rio, na tarde desta quarta-feira. O motorista e dois ajudantes da Ambev foram libertados. Um deles, porém, ficou detido.

Policiais militares recuperaram um caminhão de cerveja roubado por criminosos do Morro da Mangueira. Um homem foi presoOsvaldo Praddo / Agência O Dia

O motorista e um dos ajudantes do caminhão placa OYK-3814, de Iconha (ES), foram abordados por três homens em motos, na Rua Visconde de Niterói, às margens do Morro da Mangueira, onde fariam uma entrega, por volta das 13h. Aparentemente desarmados, eles os obrigaram a levar o veículo para o alto da comunidade. O outro ajudante, que havia descido do caminhão para checar o endereço da entrega, também foi levado depois para o local.

Ainda de acordo com ele, os três foram obrigados a ficar sentados e de cabeça baixa, enquanto os criminosos saqueavam a carga. Um homem com uma lixadeira foi levado para o local com a missão de abrir o cofre, na parte traseira do caminhão. Ele conseguiu arrombar a parte inferior do objeto, mas não conseguiu retirar o dinheiro, que estava na parte superior.

Quando tentava furar o local, PMs da UPP chegaram. Eles foram informados do roubo por uma denúncia de morador e prenderam o serralheiro. Porém, os três bandidos que fizeram a abordagem ao veículo fugiram. Os funcionários foram libertados sem ferimentos e a carga recuperada.

Na 17ª DP (São Cristóvão), onde o caso foi registrado, o preso disse ter sido obrigado a arrombar o cofre. Segundo os policiais, o depoimento dele foi contraditório. Ele foi autuado por roubo qualificado. A Polícia Civil não informou o motivo de um dos funcionários ter ficado detido e o nome dele. O caminhão foi periciado durante a madrugada.

Um dos ajudantes disse que a carga de cerveja estava avaliada em torno de R$ 25 mil. No cofre do veículo havia R$ 6 mil, referente a primeira entrega que eles tinham feito antes de serem abordados na Mangueira.

Últimas de Rio De Janeiro