Procon autua 10 bares e restaurantes em Laranjeiras

Fiscalização flagrou irregularidades nos estabelecimentos

Por O Dia

Rio - Os fiscais do Procon Estadual, ligado à Secretaria de Estado de Proteção e Defesa do Consumidor, realizaram, nesta terça-feira, a operação 'O Pai do Cara', que vistoriou 13 bares e restaurantes do Mercado São José, em Laranjeiras, e nas imediações, incluindo regiões vizinhas, como o bairro do Catete e o Largo do Machado. Do total de estabelecimentos vistoriados, 10 foram autuados. Foram descartados 90kg e 75g de alimentos e 85 litros de chope vencido ou sem informação do prazo de validade.

Problemas ligados à limpeza nas cozinhas e à conservação dos alimentos foram encontrados em três estabelecimentos autuados: Restaurante Estação Largo do Machado (Rua Bento Lisboa, 184), Gago 37 (Rua Gago Coutinho, 37) e Baixo Gago (Rua Gago Coutinho, 51). Neste último, havia piso quebrado, restos de alimentos no chão, ralo e lixeira abertos. Os fiscais deram um prazo de 15 dias para sanar estes problemas, sob pena de interdição.

No restaurante Katsushika (Rua Gago Coutinho, 4/8), foram descartados 1kg e 500g de almôndegas que haviam vencido em 20/12/2014. Já na Confeitaria Itajaí (Rua das Laranjeiras, 76-A), havia 9kg de massa para bolo de laranja cuja validade havia terminado em 30/10/2014.

Não foram encontradas irregularidades no Bomerang Mix (Rua das Laranjeiras, 76), no Rei do Mate (Rua das Laranjeiras, 21, loja B) e no Brasas Grill (Rua Ministro Tavares de Lira, 43).

Balanço da Operação O Pai do Cara:

1 - Baixo Gago (Rua Gago Coutinho 51): Produtos vencidos: 1kg e 500g de molho a campanha e 100g de recheio de carne; produtos sem especificação da validade: 1kg e 500g de batata pré-cozida. Condições precárias de higiene da cozinha (piso quebrado, restos de alimentos no chão, ralo e lixeira abertos). Os fiscais deram um prazo de 15 dias para sanar os problemas, sob pena de interdição. Ausência de certificado de potabilidade da água. Os fiscais também deram um prazo de 15 dias para apresentar o documento.

2 - Bar e restaurante Botaro (Rua das Laranjeiras 90, Mercado São José): Produtos vencidos: 300g de caldo de costela, 600g de molho tártaro, 500g de chutney de tomate e 40 litros de chope Heineken; produtos sem informação da validade: 300g de molho tártaro e 10 litros de chope sem informação; Livro de Reclamações não autenticado.

3 - Gago 37 (Rua Gago Coutinho 37): Lixeiras abertas e sem tampa, restos de comida no chão, alimentos armazenados em contato direto com o chão. Os fiscais deram um prazo de 15 dias para a melhoria das condições de higiene e armazenamento dos produtos, sob pena de interdição. Não foi apresentado o certificado de potabilidade da água. Ausência do Código de Defesa do Consumidor.

4 - Kappamaki (Largo do Machado 52): Produtos vencidos: 250g de recheio de maçã, 1kg e 500g de recheio de salmão, 300g de legumes e 400g de harumaki de legumes. Ausência do Código de Defesa do Consumidor.

5 - Restaurante Estação Largo do Machado (Rua Bento Lisboa, 184): 35 litros de chope claro vencido em um barril de 50 litros conectado à chopeira. Ausência do alvará do Corpo de Bombeiros. Condições precárias de higiene na cozinha, os fiscais determinaram a limpeza, sob pena de interdição.

6 - Katsushika (Rua Gago Coutinho 4/8): Ausência do certificado de potabilidade da água. Certificado de dedetização vencido em 09/05/2015. Alvará de funcionamento não apresentado. Livro de Reclamações não registrado no Procon. Produtos vencidos: 500g de lasanha, 2kg de lula, 5kg de feijoada, 1kg de aipim congelado, 1kg e 500g de almôndegas vencidas em 20/12/2014, 3kg e 800g de salmão e 4kg de atum. Produtos sem especificação da validade: 650g de kani, 640g de salame e 1kg e 300g de peixe cavala.

7 - Big Bi (Largo do Machado 39): Produtos vencidos: 4 pacotes de pão integral (de 380g cada). Produtos sem especificação da validade: 200g de requeijão encontrado armazenado com uma colher.

8 - Confeitaria Itajaí (Rua das Laranjeiras 76-A): Produtos vencidos: 1kg de massa para bolo de milho verde, 9kg de massa para bolo de laranja vencida em 30/10/2014, 6 kg de massa para bolo de especiarias vencida em 21/01/2015, 5kg de massa para broa mineira e 30kg de massa para pão australiano, sendo 10kg vencidos em 30/01/2015. Produtos sem especificação da validade: 1kg e 500g de queijo e 500g de presunto.

9 - Delícia de Suco (Rua das Laranjeiras 143): 500g de pão premium vencido. 1kg e 500g de carne sem especificação da validade. Ausência do filtro de água e dos certificados de potabilidade da água e de dedetização.

10 - Churrascaria Gaúcha (Rua das Laranjeiras 114): Produtos vencidos: 260g de sushi, 665g de brócolis, 3kg e 370g de torta de ricota com goibada e 970g de carne seca. 150g de requeijão sem especificação da validade. Ausência de autenticação do Livro de Reclamações.

Últimas de Rio De Janeiro