Governistas 'suaram' para derrotar emendas durante votações na Alerj

Quem conhece a Casa diz que vitórias apertadas do governo refletem insatisfação de aliados com cortes impostos por Pezão

Por O Dia

Rio - Líder do governo na Assembleia Legislativa, Edson Albertassi (PMDB) teve que suar o paletó nesta terça-feira para conseguir derrotar emendas da oposição ao projeto de Lei de Diretrizes Orçamentárias para 2016. Quem conhece a Casa diz que as vitórias apertadas — com diferença de até um voto — refletem a insatisfação de deputados aliados com os cortes no orçamento aplicados por Pezão.

A falta de verba para obras e a restrição a nomeações de aliados fizeram com que parlamentares decidissem dar um susto no governo.

Desce, desce
Albertassi chegou a ligar para vários deputados pedindo que eles deixassem seus gabinetes e fossem para o plenário.

O padroeiro
E o governo se vira para conseguir dinheiro. Pezão disse que levaria para Brasília — onde teria encontro com Joaquim Levy, ministro da Fazenda — imagem de São Pidão, padroeiro do cofre estadual.

Direitos e diárias
O Ministério Público do Rio pagará, pelo menos, R$ 6,6 mil em diárias para cada um dos 25 promotores sorteados para ter aulas de Direitos Humanos em Portugal. A grana é para bancar despesas relacionadas à viagem e ao curso, que começou segunda e vai até o dia 25.

A bola da vez
A notícia de que Eduardo Paes quer ver José Mariano Beltrame no Tribunal de Contas do Município deixou muita gente preocupada na Câmara Municipal. É que a próxima vaga no TCM foi prometida para a vereadora Rosa Fernandes, que até vai se filiar ao PMDB. 

Quadrilha e quentão
Por conta das festas juninas, Eduardo Cunha, presidente da Câmara, decidiu abonar as faltas dos deputados nordestinos na próxima semana.

Últimas de Rio De Janeiro