Aluizio Freire: Adeus a um generoso repórter

Assim era ele, um jornalista com muitas histórias na carreira e repleto de disposição

Por O Dia

Aluizio Freire%3A um repórter combativo e generosoDivulgação

Rio - Um repórter combativo, com um texto preciso, mas de uma doçura enternecedora. Assim era Aluizio Freire, jornalista com muitas histórias na carreira, uma generosidade rara e muita disposição. Internado havia um mês, lutava contra violenta recidiva após vencer um tumor no estômago, em 2011. Ele completou 55 anos na última segunda-feira e morreu ontem à tarde, de infecção generalizada. Casado, ele tinha três filhos e uma neta.

Aluizio foi repórter de Cidade e Polícia no DIA entre 2001 e 2007, onde ganhou três prêmios, entre eles o Esso de Jornalismo de 2005, na Regional Sudeste, com série sobre a Chacina da Baixada. Conquistou ainda dois Tim Lopes em 2006 e 2007. Aluizio passou ainda pelas redações do ‘Jornal do Brasil’, da revista ‘Veja’ e do ‘G1’. Sempre ajudava os amigos.

Há quatro anos, fundou, com a amiga Marcia Rosário, a Lince Comunicação. Atendia a Prefeitura de São João de Meriti, tendo prestado serviços de assessoria também para Belford Roxo e Magé. “Não existe despedida porque será eterno em meu coração”, disse Marcia. Prefeito de Meriti, Sandro Matos emitiu nota lamentando a morte do jornalista.

*1960 +2015

Últimas de Rio De Janeiro