Governador sanciona lei que proíbe porte de arma branca

Multa pode chegar a R$ 24 mil; decisão foi motivada após diversos casos de crimes com faca nos últimos meses

Por O Dia

Rio - O governador Luiz Fernando Pezão sancionou nesta segunda-feira a lei que proíbe o porte de arma branca em todo o estado. De acordo com a lei, a circulação das ruas com facas, punhais ou similares, cujas lâminas tenham mais de 10 centímetros, está proibida. Quem descumprir a determinação, poderá ser multado e os valores variam entre R$ 2.400 a R$ 24.000.

Gustavo Alves foi morto no último dia 17 com uma facada em Pilares quando seguia para o trabalhoReprodução

No entanto, o porte de objetos para comércio ou fabricação segue permitido. Assim como o transporte em veículos, dentro de bolsas de ferramentas. A lei permite também o transporte de facas ou lâminas em bolsas, malas e sacolas.

Os últimos crimes na cidade com faca motivaram a criação da lei. Duas pessoas acabaram morrendo, o médico Jaime Gold, dia 19 de maio, na Lagoa Rodrigues de Freitas e o promotor de vendas Gustavo Alves, no último dia 17, em Pilares.

VEJA MAIS

Alerj aprova projeto de lei que criminaliza porte de armas brancas

'Um celular custou a vida dele', diz irmã de promotor esfaqueado em Pilares

'Uma bicicleta e uma carteira por uma vida', diz filha de médico esfaqueado

De acordo com dados do Instituto de Segurança Pública (ISP), somente no ano passado foram registradas 225 mortes por crimes cometidos com armas brancas. Armamentos similares também foram utilizadas em 391 tentativas de homicídio, 13 latrocínios, 115 tentativas de lesões corporais e 1.440 casos de lesões corporais.

Últimas de Rio De Janeiro